Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Amex colocará sua marca no PGA Tour do deserto

Por: Antonio Cervi. 18 de Janeiro de 2022

Tony Finau já participou de quase 200 eventos em oito anos de carreira no PGA Tour, então ele sabe o que pode fazer com que um torneio seja bem-sucedido.

"O que o torna especial é o que acontece durante a semana", disse Finau, duas vezes vencedor do tour e três vezes jogador da U.S. Ryder Cup, que será um dos nomes de maior destaque no The American Express em La Quinta esta semana.

Leia também: As estratégias da Pepsi para o Superbowl 2022

"Fazer espetáculos como esse e conhecer as grandes pessoas no pro-am, é algo diferente da maioria dos eventos que temos. Você conhece pessoas que eu admiro ou já ouvi falar na música ou na indústria do entretenimento". Portanto, tenho essas oportunidades durante este evento. E eu adoro os campos de golfe que jogamos", acrescentou.

Nenhuma das coisas que Finau ama no The American Express pode acontecer sem o apoio de um patrocinador como a Amex.

Uma das maiores corporações financeiras do mundo, a American Express teve dois anos como patrocinadora do evento PGA Tour do deserto, mas esses anos dificilmente foram normais para os padrões do patrocínio esportivo.

A American Express se juntou ao torneio do deserto apenas quatro meses antes do evento de janeiro de 2020, o que significa que a maioria dos planos para aquele ano já estava em andamento.

Em 2021, o segundo dos cinco anos do acordo entre a American Express e o torneio, as oportunidades de marketing e hospitalidade que um patrocinador como a American Express deseja foram eliminadas quando o pro-am de três dias do evento foi cancelado e nenhuma galeria foi permitida nos dois campos utilizados para o evento por causa da pandemia da Covid-19.

"Certamente foram dois anos interessantes no mundo para todos nós, não é mesmo?", disse Bess Spaeth, vice-presidente sênior de mídia de marca global e experiências da American Express.

"Felizmente, conseguimos lançar as bases sobre o que nos propusemos fazer com nossa parceria, conduzindo a excitação dos fãs dentro e fora do campo e retribuindo à comunidade local", ressaltou.

Com os fãs de volta ao torneio esta semana e com o pro-am e duas noites de concertos reestabelecidos, a American Express tem sua primeira chance real, em 2022, de deixar uma marca no torneio do deserto de 63 anos.

Com um grande aumento de fundos para uma mudança nos atos musicais da série de concertos, a American Express está criando um novo alvoroço em torno do torneio.

"Devido ao ambiente em constante mudança, o planejamento e a preparação nestes dias exigem mais agilidade do que nunca", disse Spaeth.

"Mas, desde trazer artistas de renome mundial para elevar a série de concertos de longa data, até atrair profissionais de um dos campos mais fortes nos últimos anos, estamos constantemente proporcionando experiências que mostram aos fãs, aos titulares de nossos cartões e à comunidade local como melhoramos o The American Express através de nossa parceria", concluiu.

É possível argumentar que o evento PGA Tour do deserto poderia ainda não existir sem o acordo feito pela American Express com o torneio e o PGA Tour para se tornar o patrocinador do título em setembro de 2019.

O evento do deserto estava em dificuldades naquela época, com a CareerBuilder deixando seu nome de fora da competição no início daquele ano, quando encerrou seu acordo de patrocínio mais cedo, quando ainda fornecia os milhões de dólares necessários para operar e televisionar um torneio.

Tags: esportes golfe pga-tour american-express