Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Imóveis, fones de ouvido e avatares das celebridades. Confira as inovações no metaverso

Por: Redação. 10 de Maio de 2021

Mais do que nunca marcas estão entrando em mundos virtuais que, além de jogos, já incluem moda virtual, galeria de artes e celebridades do esporte e showbiz. Estas novas iniciativas orientam a entrada das grandes companhias em mundos virtuais onde não se vê limites.

A criação no metaverso está se acelerando e toda semana traz consigo muitas novidades sobre sua criação, crescimento, colaborações, ativações e investimentos.

E você confere tudo isso nas atualizações aqui no Martechs

Para começar tem uma história contada por Cathy Hackl da rede CMO. Cathy relata um episódio que demonstra a velocidade com que tudo isso está andando. Na última semana durante a audiência na justiça americana entre a Epic Games e Apple o CEO da Epic Games, Tim Sweeney, afirmou: “Nosso objetivo com Fortnite é construir algo como um metaverso de ficção científica.” Um relator do tribunal pediu esclarecimentos sobre o termo. Tim Sweeney explicou: “É um mundo virtual para socialização e entretenimento”. A corte continuou sem entender nada.

Aliás esta ação judicial - que foi um dos temas do Anuário Brasileiro de Live Marketing 2020 – envolve questões bem distantes desta nova realidade que estamos conhecendo. É bem real e material porque envolve as questões financeiras e comerciais do Fortnite, plataforma gamer gratuita que lucra por meio dos pagamentos para recursos extras como novos personagens, skins, movimentos de dança e outros acessórios.
O problema é que 30% das transações feitas em aplicativos alocados na App Store vão para a gigante da maçã — a taxa para desenvolvedores menores foi reduzida para 15% no ano passado.

Por achar que a comissão cobrada pela Apple é abusiva, a Epic Games tentou “driblar” a taxa de 30% e implementou um sistema de pagamento próprio no Fortnite. Naturalmente, a Apple não concordou com a medida e removeu o jogo de sua loja de aplicativos. E foi aí que a batalha, efetivamente, começou.


Genies arrecada USD 65 mi e quer celebridades transacionando com fãs, sem intermediários
 
Crédito da imagem: Genies

Voltando para as ações no metaverso, a nova notícia dá conta que a startup Genies, que produz avatares,  levantou USD 65 milhões liderada pela firma de investimentos de Mary Meeker, Bond, junto com Dapper Labs, Coinbase Ventures, Tull Investment Group e Breyer Capital. A Genies pretende usar os fundos para desenvolver seu marketplace para avatares e NFTs digitais com foco em vestuário, permitindo que celebridades vendam produtos digitais diretamente aos consumidores. Entre os lançamentos estão os novos NFT SDK e avatares de luxo 3D usados por milhares de artistas, atletas e animadores, incluindo Cardi B, Carmelo Anthony e Pokimane.

Os NFTs deste negócio serão cunhados usando blockchain desenvolvido pela Dapper Labs Flow com base na plataforma Open Source Ethereum focada na criação e distribuição de aplicações descentralizadas que não necessitam de intermediários, podendo interagir com sistemas sociais, financeiros, interface de jogos e qualquer outra coisa.
 

Warner adquire participação na wave

O Warner Music Group, que está participando dos negócios da Genies, firmou também uma parceria de conteúdo e investimento com a plataforma de entretenimento virtual Wave. Com sede em LA, a empresa combina gráficos de jogos em tempo real e tecnologia de streaming para transformar os artistas em avatares digitais em um ambiente virtual, onde eles podem tocar em shows e eventos transmitidos ao vivo. Embora o valor do investimento em dólares não tenha sido divulgado, sabe-se que a Warner assumiu uma posição minoritária na empresa. A Wave já realizou mais de 50 eventos para popstars, DJs e artistas, incluindo The Weekend, John Legend e Lindsey Stirling.

Vinco Ventures adquire a Emmersive Entertainment

Em outro movimento recente a Vinco Ventures anunciou o lançamento da plataforma EVNT para concorrer com o mercado NFT. A EVNT Platform adquiriu ativos de software da Emmersive Entertainment, apoiada por celebridades, liderada pelos pioneiros da indústria, David J Kovacs, Flo Rida e Erik Hicks. EVNT planeja trazer NFTs 3D em grande escala produzindo obras originais com músicos líderes das paradas, atores e atrizes premiados e atletas All-Star. A estratégia EVNT para seus E-NFTs inclui a oportunidade para colecionadores se tornarem automaticamente membros de uma comunidade de fãs com acesso exclusivo a eventos e experiências digitais envolvendo suas celebridades favoritas.
 

K-II lança mundo virtual da marca, SK-II City
Mais marcas estão lançando mundos virtuais como SK-II. Imagem: Divulgação

A mais recente companhia a investir no metaverso é a dona da marca global SK-II de cuidados com a pele. SK-II CITY é um mini mundo virtual inspirado nas ruas de Tóquio, As características incluem uma galeria virtual onde uma coleção de seis filmes de animação baseados na vida de atletas olímpicos e promete um tour pelos bastidores da produção dos filmes, além de um shopping center.
 

Upland é um metaverso baseado em NFT que é mapeado para locais do mundo real. Imagem: UPLAND
Após a venda bem-sucedida de Oakland, Upland adiciona novas cidades

Entre as “apostas” para o futuro está a Upland, um metaverso NFT onde os usuários podem comprar e vender imóveis virtuais mapeados para endereços reais usando UPX moeda à base de blockchain. Recentemente a plataforma lançou a área de Oakland que foi um sucesso de vendas, o que fez a companhia lançar mais duas novas regiões de Staten Island e Bakersfield o que consolida sua presença nas costas leste e oeste americanas. As novas cidades reservam 50% de todas as propriedades para jogadores mais novos por meio de seu “Fair Start Act”.
 

SK Telecom lança projeto metaverso K-Pop

A SK Telecom anunciou nos primeiros dias de Maio que lançou o “K-pop Metaverse Project ” para promover as estrelas do K-pop usando tecnologia de realidade mista de última geração e vídeo volumétrico. A primeira banda a participar do grupo feminino de K-pop, WEEKLY, lançou novo conteúdo digital na plataforma Jump AR da SK Telecom que os fãs podem usar para fazer seus próprios videoclipes com as estrelas.
 

Casa de moda de luxo londrina passa a aceitar criptomoeda

Huntsman & Sons, uma casa de moda de luxo em Saville Row que oferece alfaiataria sob medida para aristocratas britânicos, agora aceita criptomoeda como forma de pagamento. Esta é uma das primeiras lojas da elegante Saville Row de Londres a seguir essa tendência. De acordo com Taj Phull, chefe de varejo da Huntsman, as marcas de luxo precisam entrar no espaço blockchain agora. Para ele, “não é uma necessidade, é uma visão de longo prazo respaldada pela convicção de que as criptomoedas se tornam a moeda da próxima geração de clientes da Huntsman, que confiam no TripAdvisor e nas classificações Uber mais do que na política monetária de seus governos”.


Neurable lança fones de ouvido que ajudam você a se concentrar

Os fones de ouvido, da marca Enten, que significa "entender" em espanhol, foram desenvolvidos e construídos pela Neurable, sediada em Cambridge. Eles funcionam como um EEG móvel, que monitora os impulsos neurais para ajustar o nível de cancelamento de ruído para ajudar o usuário a se concentrar. O CEO da Neurable Ramses Alcaide disse: “Pense nisso como um Fitbit para o seu cérebro”.


 
RTFKT levanta USD 8 mi com Andreessen Horowitz e lança Janet Jackson NFT

A RTFKT Studios, com sede em Hong Kong , uma marca de moda digital conhecida por criar tênis NFT, skins de jogos e outros itens colecionáveis, anunciou o levantamento de USD 8 milhões em um financiamento com a Andreessen Horowitz, empresa de capital de risco do Vale do Silício. A equipe RTFKT lançou parcerias com marcas, artistas individuais e celebridades, incluindo Paris Hilton, Jeff Staple e Janet Jackson. Os recursos serão usados para expandir a equipe global da empresa e incubar novos projetos de comunidades digitais.

 

ARIA Network lança novo mercado NFT sustentável

Para fechar esta sessão vamos falar do ativo que vai movimentar tudo isso que você viu acima. Você já conferiu aqui no canal o impacto que a mineração de bitcoins produz no meio ambiente. Percebendo isso, a ARIA Network juntamente com INFINITE by SUKU e DreamView anunciaram o “Consórcio de Tokens Sustentáveis” para fornecer NFTs ecológicos que produzem uma fração das emissões de carbono dos NFTs atuais e criam transações negativas de carbono. Para tornar realidade os NFTs com carbono negativo, eles firmaram uma parceria com a Carbon Analytics e a Moss.Earth.

Tags: marketplace | nft | metaverso