Canal
Mkt Social

Campanha "Não é Não" se estende para outros estados durante o Carnaval

Por: Redação 14 de Janeiro de 2020

Criado em 2017 por um coletivo de mulheres vai chegar, este ano, chegará em Espírito Santo Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Piauí e Paraíba.

A campanha "Não é Não" contra o assédio no carnaval, criado em 2017 por um coletivo de mulheres vai chegar, este ano, a 15 estados brasileiros, incluindo Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Piauí, Paraíba e Espírito Santo, que participam pela primeira vez da ação

O melhor do marketing social está aqui.

Leia também: The Body Shop apoia coletivo feminista "NÃO é NÃO!".

O coletivo distribui tatuagens temporárias com os dizeres Não é Não, faz palestras e rodas de conversa para conscientização sobre o tema.

Em 2017, foram distribuídas 4 mil tatuagens; no ano passado, esse número aumentou para 186 mil. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A nossa luta é por um mundo sem assédio. O nosso objetivo é que, um dia, a campanha pare de ser necessária e que o respeito a nós mulheres seja algo corriqueiro. Mas, até lá, nós precisamos continuar usando nossa voz e nossos corpos como outdoor da nossa luta. NÃO É NÃO não é apenas uma frase solta. É uma forma de unir e conectar cada vez mais mulheres por todo o Brasil. A nossa ideia é distribuir as nossas tatuagens temporárias sempre de forma gratuita, para que possamos atingir o máximo de mulheres possível. Para isso, precisamos da contribuição de todes. Acesse o site da Benfeitoria e contribua com a nossa campanha! Juntas somos mais fortes! #naoenao #campanha #benfeitoria #depoisdonaotudoeassedio

Uma publicação compartilhada por Não é Não! (@naoenao_) em

Uma das criadoras da iniciativa, a estilista Aisha Jacon, disse a Agência Brasil: “A gente vê uma adesão super expressiva e entende que o assunto tem de ser tratado. Há uma lacuna”.

Aisha ainda disse que tudo vai depender da verba que for obtida para o financiamento coletivo, pelo site do coletivo: “É preciso que haja mais contribuições de pessoas físicas mesmo”. 

Tags: