Canal
Mkt Social

Ativações solidárias

Por: Redação 24 de Maio de 2020

O Coronavírus que se transformou numa tragédia humana contaminou também os negócios, e, um dos setores mais afetados, foi o das empresas que planejam estratégias e executam ativações, eventos e ações de brand experience que, no final do dia, vivem de aglomerações.

Agora elas foram suspensas e ficaram congeladas. Há 60 dias os empresários donos de agências e empresas do segmento de live marketing não conseguem sequer contabilizar as perdas, porque não sabem quanto tempo a situação vai perdurar.

O melhor do marketing social está aqui.       

Neste 'novo normal', marcado pela batalha por respeito e melhores condições nas relações com os clientes, busca pelo equilíbrio financeiro e bem-estar das equipes, lideranças das agências deixam aflorar sua essência, originada nas ações para proporcionar experiências memoráveis e emoções positivas para as pessoas.

Impulsionados pelas redes sociais, belíssimos exemplos aparecem.

O primeiro deles surgiu em São Paulo, na iniciativa da Circle Aceleradora. O Projeto Circulando se propôs a reunir recursos para confeccionar e entregar as máscaras enquanto estiver recebendo doações, tendo em vista a recomendação de que as pessoas continuem usando as máscaras mesmo com o fim do isolamento social.   

A meta é chegar a 1 milhão de máscaras, mas a ação acontece por tempo indeterminado.  

A fabricação das máscaras ficará por conta de ONGs como a Igreja Projeto Viver (localizada na Capital paulista), e de costureiras voluntárias ou remuneradas pelo projeto da Circle.

“Estamos à frente de importantes projetos sustentáveis, precisávamos fazer algo também para ajudar a conter o contágio do Coronavírus, principalmente as pessoas que neste momento têm que se expor, trabalhando. E percebemos que a população, mesmo dentro de casa, também quer de alguma forma ajudar, e esse foi o gancho para viabilizarmos o projeto.”, explica Fabiana Schaeffer, COO da Circle.

No Projeto Circulando as máscaras são entregues à medida que ficam prontas em escala. Com poucos dias de projeto a organização já distribuiu 20.000 máscaras entregues para o hospital Servidor Público Estadual e na ONG Casa de Oração do Povo de Rua. 

Fabiana Schaeffer e ação da Circle Aceleradora foi destaque na grande mídia. Meta é produzir e distribuir 1 milhão de máscaras.

Na Região Nordeste, a Holding Clube, que tem uma relação com os proprietários do Capim Santo e marca presença na comunidade de Itacaré com o Réveillon N°1, realizado na cidade desde 2019, irá apoiar a ação Capim Solidário, do Instituto Capim Santo, doando a verba para que a cozinha da escola de Itacaré possa produzir até 2.500 quentinhas a mais, durante os próximos 4 meses.

A chef Morena Leite por intermédio do Grupo Capim Santo criou nesse momento de crise o Capim Solidário, que conecta voluntários, amigos e empresas parceiras a fim de produzir quentinhas saudáveis para serem distribuídas para quem precisa.

O projeto busca, além de alimento, levar um afago para moradores da cidade, que sobrevive majoritariamente do turismo. A Cross Networking, empresa de parcerias estratégicas da Holding Clube fará a gestão da doação, que tem previsão de acontecer pelo menos até setembro de 2020.

Na Capital baiana a Marcativa promove uma ação na internet para ajudar pequenas empresas e empreendedores de Salvador, que viram seus negócios ameaçados pelo isolamento social provocado pela pandemia do novo Coronavírus.

A mecânica é simples: O pequeno negócio envia por e-mail sua marca ou nome, endereço, perfil das redes sociais, meios de contato e fotos dos produtos, indica o ramo de negócio ou produto que deseja divulgar, e a Marcativa cria um card digital para publicar nas redes sociais, incluindo as da própria agência.  

“Autônomo hashtag#EuMeImporto” foi idealizado e desenvolvido por integrantes do time da agência EAÍ!?. Ao lado de clientes, fornecedores e amigos dos mais variados campos de atuação, os participantes formaram uma rede que conecta quem precisa de apoio com quem pode e quer contribuir. 

No portal, autônomos contam as suas histórias e você, madrinha/padrinho, ajuda como pode. Seja financeiramente ou cadastrando mais madrinhas e padrinhos para colaborarem. 

O projeto foi impulsionado no LinkedIn e já ganhou muitas adesões, como explica Paulo Farnese: “Sabemos que o momento é difícil para todos, mas a soma das colaborações pode transformar a vida de uma pessoa!

Camila Putgnani

Já o Projeto Isolar, iniciativa da Mill Ideas, encontra locais para acomodação dos profissionais da Saúde próximo aos locais de trabalho, como médicos, enfermeiros, psicólogos, recepcionistas, socorristas e motoristas, bem como trabalhadores terceirizados que prestam serviços presenciais em unidades de atendimento hospitalar, como profissionais de limpeza, manutenção e segurança.

"Nossa paixão é o poder das ideias que geram impacto e transformam o mundo. De pessoas que amam o que fazem, para pessoas que acreditam no poder da mudança. Com os impactos do Covid-19, entendemos que era nosso dever colocar em prática a nossa vocação. Por isso, mobilizamos nosso time, nossos parceiros aceitaram o desafio e a rede de relacionamento que criamos ao longo dos anos nos levou ainda mais longe.", explica Camila Putgnani, CEO da agência .

Tags: Responsabilidade Social | Brand Experience | eventos | Coronavírus | Covid-19 | live marketing | isolamento social | profissionais de eventos | ativação de marca | agências especializadas