Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Grupo R1 apresenta o 'OST 5.0' em prol do setor de eventos

Por: Redação.. 12 de Maio de 2021

O mercado mundial de feiras de negócios e eventos passa por um momento de grandes transformações. Não se discute mais se as feiras e eventos serão híbridos, essa já é uma realidade do mercado – seja em solo nacional ou internacional.

Quem não se adaptar a este novo momento dificilmente conseguirá manter sua relevância ou, até mesmo, sobreviver.

Confira as últimas novidades sobre live marketing aqui.

Confira as principais feiras de negócios aqui.

“Na minha visão, mesmo nesse momento em que as feiras presenciais não são possíveis de serem realizadas, é muito importante que os eventos mantenham os ecossistemas aquecidos entregando conteúdo e oportunidades para seus expositores, visitantes e patrocinadores.”, afirma Marcelo Chanoft, diretor da TES – empresa do Grupo R1.

Em 2020, milhares de profissionais do setor de eventos foram às ruas pedir um socorro em função da falta de trabalho (Foto: Reprodução).

O executivo acredita que o ano de 2021 ainda será difícil para as feiras presenciais. “Os organizadores que não conseguiram realizar suas feiras em 2020, e pelo que estamos vendo também dificilmente conseguirão realizá-los em 2021, correm o risco de verem seus eventos desaparecerem, pois invariavelmente os expositores e visitantes vão encontrar outros caminhos para fazerem negócios.”, completa.

O Grupo R1 conseguiu enxergar este horizonte de mudanças logo no início da pandemia e rapidamente se adaptou e passou a trabalhar para desenvolver soluções para o novo momento, focando energia nas suas unidades de tecnologia e digital, entendendo que tudo que fosse desenvolvido deveria já estar preparado para o retorno do presencial – que no ponto de vista da empresa será híbrido.

“O presencial vai voltar com força total e é isso que queremos, mas o digital vai estar junto, potencializado o presencial se bem utilizado. Para isso temos diversas ferramentas e soluções a disposição dos promotores. Muitas delas, inclusive, já estão preparadas para continuarem a ajudar os promotores mesmo após o retorno das feiras presenciais.”, diz Chanoft.

Com isso, a empresa se especializou nos digitais e montou estúdios em diversos hotéis parceiros. “Escolhemos montar os estúdios nos hotéis ao invés de montar na nossa sede pois entendemos que estar nos hotéis, além de oferecer mais conforto e segurança para os clientes, também prestigia os empreendimentos que estão sofrendo juntos com toda a cadeia.”, comenta Raffaele Cecere, presidente do Grupo R1.

Ainda no final de 2020, a empresa começou também a olhar com atenção para um mercado não tão tradicional em suas operações, mas que mesmo assim é marcado por importantes cases de sucesso e clientes fiéis: O de médias, pequenas e microfeiras.

Da observação veio a percepção que os organizadores desses tipos de eventos precisavam de ajuda para criar soluções digitais que trouxessem resultados para seus eventos.

Nasceu, então, o “OST 5.0” uma nova plataforma de negócios para feiras de médio, pequeno e microporte.

“Chamamos de plataforma, mas é, na verdade, uma ferramenta estratégica que ajuda os promotores a gerar novas receitas, reduzir custos. Ela ajuda os expositores a atingirem maiores ROIs de suas participações e cria um ambiente de engajamento para os visitantes estarem sempre presentes.” explica Marcelo Chanoft.

O executivo ressalta que o OST 5.0 foi criado para os eventos presenciais, mas estão prontos para serem utilizadas neste momento 100% digital, ajudando a manter a relevância e o ecossistema do evento.

“Nós não queremos que o mercado diminua, não queremos que eventos desapareçam. Temos todas as soluções para os organizadores que queiram utilizar ferramentas poderosas, sem um custo impeditivo e com equipes prontas para auxiliá-los a obterem melhores resultados.”, afirma Chanoft.

Esta é apenas uma das novidades do Grupo R1 para 2021, que oferece um portfólio com diversas soluções para o vasto mercado de eventos.

Para congressos e seminários a R1 conta com toda a linha de soluções digitais (100% on line e híbridos). Estúdios Chroma, Chroma 360 (novidade), estúdios LED, estúdios cenográficos e house virtual para fazer a gestão dos eventos sem estúdio.

“Além disso, temos a nossa própria plataforma de eventos onde os clientes conseguem criar um ambiente para os participantes se sentirem mais motivados a engajarem nos eventos. Ela comporta qualquer formato e quantidade de participantes.”, conta.

A convenção de 100 anos da Nestlé, que virou um case para o mercado, foi apenas um dos mais de 800 eventos que contaram com a participação do Grupo R1 em 2020 e início de 2021.

“Precisamos olhar o que podemos criar e entregar para o mercado nesse momento e no futuro. O presencial vai voltar, mas não como eram antes. Eles serão muito melhores do que antes, com resultados maiores para os clientes, que no fundo é para o que trabalhamos. Acredito que 2021 é o ano das pessoas e empresas que vão criar o novo mercado de eventos e feiras no Brasil e no mundo.”, finaliza Marcelo Chanoft.

Tags: live-marketing | eventos | feiras-de-negocios | grupo-r1