Canal
Live Mkt

Agência Just Live se consolida no mercado do live marketing

Por: Redação. 27 de Outubro de 2020

'Emotions Driven Agency'. É dessa forma que a Just Live se (re)apresenta no mercado pós-pandemia. 

“Guiados por emoções”, já que elas são “Uma forma inata e natural de comunicação, independente de cultura, língua, gênero ou idade para transmitir ideias e construir lastros.”, como relata o sócio-fundador Renato Naya, a agência muda agora a sua assinatura e expande, também, as suas frentes de atuação. 

Confira as últimas novidades sobre live marketing aqui.

Mas sem deixar de seguir a cultura e o mindset de sempre: Qualidade de vida para o time e localização estratégica no interior do Estado de São Paulo.  

Ao longo dos seus – apenas – quatro anos de história, a agência se especializou no live e no retail, atendendo grandes marcas pelo país e construindo cases de sucesso. 

Renato Naya

Agora, a Just traz também o 'Interactive' para compor o tripé de atuação, sustentado sempre pelo poder das emoções na comunicação atual e em constante transformação. 

“O live foi como e por onde nascemos. Nos estruturamos e evoluímos com a especialização no Retail, e, agora, vem o Interactive, fundamental para entregarmos uma comunicação integrada e constantemente atualizada para nossos clientes.”, diz Renato.

Outro grande desafio que acompanhou a jornada da Just foi, na verdade, um símbolo do seu precursionismo: A escolha por fundar sua sede em Campinas, no Interior de São Paulo. 

Isto é, fora do grande centro comercial brasileiro e de onde estão as principais agências, marcas e escritórios das maiores companhias do país. 

Mas tudo fora pensado estrategicamente, sobretudo sob o espectro de duas vertentes, como explica Renato: “Sabemos que muitas vezes a Capital encontra-se saturada, seja pelo espaço físico ou aspecto emocional. Não à toa, grandes marcas, indústrias e empresas apostam no Interior como solução para o seu negócio, gerando menos custos e melhor qualidade de vida para os seus colaboradores.”

A análise vem de encontro com as principais reflexões do mercado pós-pandemia, refletido em atitudes como a da XP, que decretou home office permanente e irá mudar sua sede para o Interior, com a Villa XP, em São Roque.

Evento da Wella contou com a expertise da Just Live.

Renato ainda completa. “O Interior de São Paulo tem maior relevância do que algumas Capitais, para diversas marcas, no quesito negócios. Temos também excelentes faculdades e estrutura desejável, o que nos faz confiar no crescimento dessa região em escala nacional.”

A cultura intrínseca à agência é algo em que Renato e seus sócios sempre se debruçaram com o mesmo cuidado que olham para os seus clientes. E é por isso, no seu modo de ver, que sucesso e crescimento caminham lado a lado. 

“Para nós, não importa se estamos fixos ou não em São Paulo. Mas, sim, a competência, velocidade e excelência com que determinamos nossos serviços. E, neste contexto, o importante é promover uma qualidade de vida para o time, que é fundamental para o resultado que entregamos para o cliente e como encontramos formatos com custos mais competitivos e realistas para com o mercado atual.”, finaliza. 

Atendendo marcas e grupos como Iguatemi, Wella/Coty, Ambev, Pernod Ricard, Claro e Danone, e atuando em regiões conforme a necessidade do cliente, a agência foi também na contramão do mercado durante a crise causada pela pandemia. 

Optou por contratar mais pessoas – sem demitir ninguém – e tem planos para, já num futuro próximo, mudar para um escritório ainda maior.

Promoview conversou com Renato Naya para saber mais detalhes sobre a evolução da agência e as soluções encontradas para enfrentar o período da pandemia:

Promoview:  Durante a pandemia vocês resolveram alterar a assinatura da marca, contratar mais pessoas e ampliar as frentes de atuação da agência. Como fazer isso em um momento de crise tão grande no setor?

Renato Naya: Acredito que, neste momento, grande parte das pessoas e empresas voltaram suas atenções para dentro. Com a Just não foi diferente; a calmaria dos jobs – algo raro no nosso mercado - nos fez enxergar nosso principal asset na construção dos nossos trabalhos. Que é, de fato, o processo emotivo que colocamos no desenvolvimento criativo, bem como no resultado que buscamos ao emocionar as pessoas por meio da experiência e comunicação. 

Em relação a contratar, enxergamos o cenário como uma grande oportunidade, visto que grandes profissionais acabaram se desligando de onde trabalhavam e a consequente diminuição na renda mensal fez também com que a procura de pessoas querendo sair da capital, em busca de uma melhor qualidade de vida, aumentasse. Com isso, não poderíamos deixar passar esse momento de recrutamento, sobretudo de mão de obra qualificada e madura.

Promoview: Quais são as verticais de negócios, hoje, da agência?

Renato Naya: Temos três verticais de negócios, que podem ser contratadas separadamente ou unificadas quando temos uma estratégia de comunicação mais robusta. O Experience é nossa vertical que desenvolve ativações de marcas, projetos proprietários, eventos, lançamentos de produtos, eventos digitais, convenções e endomarketing. 

Já o Retail desenvolve estratégias de trade marketing, retail experience, retail design e produção de materiais para marcas e PDVs. Nossa nova vertical, por fim, é o Interactive, que desenvolve ações digitais, promo, influencer marketing e social media experience. 

Hoje, estamos preparados para entregar soluções ominichanel para nossos clientes, tendo ainda o respaldo da rede B Partners - trazendo para dentro do plano do cliente outras agências especializadas como data, performance e content.

Promoview: Hoje, vendo o ritmo da retomada dos grandes mercados em geral, fica mais fácil visualizar escolhas de vida fora de Capital. Como surgiu esse pensamento, há quatro anos?

Renato Naya: Bom, quando decidimos montar a agência, enxergávamos uma saturação de formatos e opções no mercado. Entendemos que deveríamos nascer já com esse diferencial, afinal apenas a excelência do serviço já não é mais garantia – e sim obrigação. Optamos, então, por montar nossa sede onde tivéssemos custos mais competitivos e, assim, um melhor preço na ponta para o cliente. 

Pensando em atrair pessoas, a mesma coisa: uma agência em que todos continuassem trabalhando com grandes marcas, mas tendo a escolha de viver em uma região mais calma, sem preocupações extras nos respectivos cotidianos, com mais tranquilidade para as suas famílias etc. Então, com essas duas premissas, nos sentimos confiantes. Tanto na capacidade competitiva para o mercado atual, quanto no diferencial para atrair grandes pessoas em busca de uma melhor qualidade de vida.

Promoview: A emoção parece ser a palavra-chave da Just. Ao mesmo tempo, a autonomia, visão de dono e qualidade de vida dos colaboradores é fundamental para o futuro da agência. Como, exatamente, funciona esse mindset?

Renato Naya: No fim do dia, somos um grupo de pessoas unidas pelo amor ao trabalho e a vontade de fazer a diferença. Não podemos contratar boas pessoas e dize-las, todos os dias, o que deve ser feito. Você tem que confiar nessas pessoas. Acho que isso seria o resumo mais curto sobre nosso mindset na Just.

Promoview: Por fim, no ano passado vocês se tornaram parte da rede de agências lideradas por Bazinho Ferraz, a BPartners. Quais são os planos de agora?

Renato Naya: Somos uma network de empresas especializadas em comunicação, consultoria e adtech, que pensa e executa soluções omnichannel para nossos clientes. Para nós, Just, é incrivelmente enriquecedor poder ser parte da BPartners, ainda mais sobre a liderança de uma grande pessoa como o Bazinho. Os planos são um futuro conectado com o melhor resultado possível para o cliente. De maneira criativa, eficiente e ágil.

Tags: melhores-da-semana | live marketing | agência de live marketing | news-brand