Canal
Geral

<!--:pt-->W3Haus cria ação on-line para museu londrino<!--:-->

Por: 0 4 de Maio de 2010

Promoção é sinônimo de experiência e, independente do mercado de atuação, propiciar experiência e gerar visibilidade é o sonho de consumo, literalmente, de dez entre dez estratégias de negócios, inclusive no mundo da arte. Apesar disso, não é sempre que as ações de marketing e comunicação conseguem compor de forma completa com o racional de trabalhos de arte e fugir do lugar-comum.

Pensando em maneiras de proporcionar uma experiência diferenciada ao seu público, o Victoria & Albert Museum, um dos maiores museus de arte e design do mundo, contratou a W3Haus, nascida em Porto Alegre e cada vez mais forte em Londres. A equipe, então, criou a campanha on-line da exposição Quilts: 1700 – 2010, aberta até 04/07. A mostra apresenta 65 quilts criados entre 1700 e os dias de hoje, retratando a história e cultura presentes em cada detalhe dos trabalhos expostos.

Mais do que “colchas de retalhos”, quilts contam, a partir de diferentes pedaços de tecidos reunidos, as histórias de quem os criou. A estratégia usada pela W3Haus para despertar o interesse do público local e expandir este interesse para pessoas do mundo inteiro, conhecedoras ou curiosas pelo assunto, foi desenvolver dois espaços virtuais: Quilt of Quilts e Patchwork Pattern Maker. O site Quilt of Quilts funciona como uma galeria na qual os usuários podem postar fotos de seus trabalhos, contar suas próprias histórias e receber avaliações e comentários. Detalhes de cada quilt postado no site se unem lado a lado, formando, assim, um quilt de quilts. A galeria on-line já possui mais de 350 quilts expostos e estes permanecerão visíveis mesmo depois da exposição. A divulgação dos trabalhos é facilitada pela integração do site com redes sociais como Twitter, Facebook e blogs. É possível também buscar peças por cores, assunto e localização. Já o Patchwork Pattern Maker é uma ferramenta que permite aos usuários criarem quilts a partir de qualquer imagem. O processo é simples: o usuário envia uma foto, que será transformada em um molde a ser impresso. Depois, basta seguir as instruções e produzir sua própria peça. O site fornece dicas sobre o processo, instigando os visitantes a conhecerem mais sobre a técnica e terem a oportunidade de fazer um quilt personalizado.

[caption id="attachment_55069" align="aligncenter" width="400" caption="Quilt de Maria Fernanda Camardelli."][/caption]

A prova de que realmente funciona foi a realização de um quilt de verdade, com imagem do acervo do V&A e, trazido à vida pela artesã gaúcha Maria Fernada Camardelli, que o confeccionou com perfeição.

Tags: