Canal
Geral

Vou ali fazer uma ação promo e já volto…

Por: 0 13 de Agosto de 2011 03:21

A gente tem uma mania irritante: achamos que sabemos... Somos técnicos de futebol, ministros da economia, dirigimos melhor que o Rubinho (bem, dirigimos melhor que o Rubinho mesmo). Mas, de um modo geral, achamos que sabemos, sabemos tudo, que não é lá tão difícil assim... subir o Everest, que isso de pousar ou decolar um avião é algo que faríamos enquanto postamos coisas no Twitter. Quero dizer que coisa que deve ser feita por especialista não é pra amadores! Já vou logo me desculpando pelo mal jeito, mas marketing promocional não é coisa para se fazer de vez em quando no "vou ali fazer uma ação promo e já volto." Estamos acima da linha, amigos, o below ficou na década passada. Não sou da ala radical, mas agências de publicidade são amadoras quando o tema é Promo, sim senhor. Ainda que se façam de Promo mais um de seus departamentos no contexto da Comunicação Integrada. Dando a real, os "Promocitários" são Publicitários especializados - o que faz toda a diferença. Um jovem repórter perguntou a um jogador de futebol algo como: "Por que vocês respondem sempre a mesma coisa?". E ouviu uma resposta exemplar: "Porque vocês fazem sempre a mesma pergunta". Marketing promocional é uma ferramenta fantástica, que precisa de equipes, estrutura e pensamento diferente da publicidade convencional. Não se trata de ser mais ou menos, melhor ou pior do que outros profissionais da comunicação. Trata-se apenas de ser diferente, utilizar de outras métricas e estéticas. Um job promo na mão de uma equipe genérica é um trabalho que - pra dizer o mínimo - não será solucionado de modo realmente adequado. Quem trabalha Promo precisa entender a responsabilidade que tem nas mãos, daí deveria se preocupar em trabalhar as pessoas e os clientes, em formar especialistas. O mercado passou muito tempo privilegiando a Publicidade e a Propaganda como se elas fossem as únicas ferramentas de marketing para se trabalhar uma marca, contribuindo, em muito, para a visão atual dos clientes que passaram a entender o conceito de Comunicação sob esse prisma, mas também o confundem e o fazem sinônimo de Publicidade. Redes sociais já demandam profissionais específicos, mas todo mundo sabe como empresas se atiram na rede: deixam um estagiário fazendo posts e acham que estamos conversados. Não é assim no meio digital. Não é assim em nenhuma área da comunicação. Não dá para arriscar. E quem acha que pode dar um jeito, que sabe, que tem um primo que sabe, vai acabar pagando alto preço. A equipe dos clínicos gerais é importante, mas, por favor, quando forem operar o cérebro, peçam por um especialista. Afinal, o que você tem na cabeça? Por Graziely Prezutti. Pois é, abri esse espaço, como havia prometido aos nossos leitores para esse texto muito legal da Grazi, como gosta de ser chamada, nossa assídua leitora do “Promocitários/Promocitária” paranaense, formada  em Publicidade e Administração de Empresas, com MBA em Marketing Político e Especialização em Marketing de Relacionamento pela ESPM. Grazi é redatora publicitária e coordenadora de Marketing Promocional na Savannah Ações em Comunicação, e inaugura esse espaço como primeira "Promocitária" a escrever para gente. Faça como a Grazi, escreva pra gente e ajude a fazer desse espaço um fórum de pensamento, debate e questionamentos sobre a formação dos profissionais e o mercado promo.

Tags: