Canal
Geral

Virada Cultural esquenta o turismo na capital paulista

Por: 0 8 de Abril de 2011

Entre os dias 16 e 17/04, São Paulo receberá a sétima edição da Virada Cultural. São mais de mil atrações espalhadas pela cidade nas 24 horas de programação. Considerado o maior evento da América Latina, já é um ícone paulistano, reunindo milhões de pessoas atraídas pela diversidade e qualidade das atividades oferecidas. Entre as principais atrações musicais, há artistas internacionais, como Armando Manzanero, Edgar Winter, Skatalites e Fred Wesley, e brasileiros, como Rita Lee, Paulinho da Viola e Dominguinhos.

Para os aficionados por rock, haverá um palco com a banda brasileira Beatles 4Ever dedicado à discografia do quarteto britânico. Como principal novidade, destaca-se o palco inédito de stand-up comedy no Viaduto do Chá, para apresentações humorísticas que incluem grandes nomes do segmento, como Danilo Gentili, Rafinha Bastos e Marcelo Médici, entre outros. Veja a programação completa aqui. De acordo com pesquisa do Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo (núcleo de estudos e pesquisas da São Paulo Turismo), em 2010, foram cerca de 330 mil visitantes (não residentes) que ajudaram a movimentar a economia da cidade com hospedagem, alimentação, entretenimento, transporte e compras. A maior parte dos visitantes vem da Grande São Paulo, do Interior do Estado e demais Estados, principalmente Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Entre os estrangeiros, os mais encontrados foram residentes da Argentina, Estados Unidos e Chile. A média de permanência na cidade variou de 3,6 dias para os nacionais e 5,2 dias para quem veio de fora do País. Para Caio Luiz de Carvalho, presidente da SPTuris, empresa de turismo e eventos da cidade de São Paulo que também é responsável pela infraestrutura da Virada, o sucesso do evento, que aumenta a cada ano, mostra sua importância não só para a cultura e entretenimento da população, mas também para o turismo e a economia local. “O grande número de pessoas que vêm de fora acaba movimentando a economia. Essa é a vocação de uma cidade que tem no negócio e no evento uma de suas principais características, concentrar na agenda cultural o melhor caminho para diminuir desigualdades, gerar emprego, riquezas. Uma cidade que quer ser reconhecida como capital latino-americana das economias criativas”, completa. Realizado pela Prefeitura de São Paulo por meio da Secretaria Municipal de Cultura, a Virada conta ainda com o apoio de diversos órgãos, entre eles, a Secretaria de Estado da Cultura e o Sesc-SP, além da SPTuris. Infraestrutura para receber o público Este ano, a produção envolverá mais de duas mil pessoas, além de 700 seguranças particulares e outros 200 brigadistas – sem contar o efetivo da Polícia Militar e Guarda Civil. Haverá 2.400 metros de grades e 500 barricadas para o isolamento de determinadas áreas, a fim de oferecer comodidade e segurança ao público durante os concertos e para facilitar a orientação e circulação pelas ruas. Cerca de mil banheiros químicos estarão espalhados e localizados em dez bolsões de serviços sanitários. Esses bolsões sanitários ficarão em grandes espaços abertos para serem facilmente localizados pelo público (como, por exemplo, próximo aos grandes palcos), o que, ao mesmo tempo, facilitará a manutenção. As equipes de limpeza também ficarão nesses locais, assim como caminhões de esgotamento e água. A segurança e a eficiência do atendimento médico também serão pontos primordiais no evento. Para eventuais ocorrências médicas e de urgência, três postos de ambulatório fixos ficarão localizados em pontos estratégicos. Além disso, 57 ambulâncias estarão disponíveis para atender o público, complementadas pela mobilização de 20 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) móveis. TurisMetrô terá edição especial O TurisMetrô, consagrado programa de roteiros turísticos da São Paulo Turismo (SPTuris) que utiliza o Metrô como meio de transporte, terá um roteiro especial durante a Virada. O passeio será conduzido por um guia de turismo e, como já é tradicional, contará com uma intervenção artística, além de passar por algumas das atrações desse grande evento. O roteiro terá saídas somente no sábado (16/04), em três horários: às 18h, 20h e 22h. Como em todos os roteiros fixos, é necessário se inscrever com cerca de 30 minutos de antecedência no balcão do TurisMetrô, que fica na Estação Sé, de onde partem os passeios. Para participar deste percurso, o único custo é o do bilhete de Metrô necessário para o trajeto. Mais informações no site.

Tags: