Canal
Geral

Verba para turismo irá direto para municípios

Por: 0 3 de Outubro de 2011

Como parte do Plano Nacional de Turismo ainda em desenvolvimento, o presidente da Embratur, Flávio Dino, afirmou que o repasse da verba destinada à promoção das regiões brasileiras pelo Governo Federal será enviada diretamente aos municípios, a partir de janeiro de 2012. A informação foi dada durante o VIII Encontro dos Secretários de Turismo do Estado do Ceará, no Sebrae, realizada no dia 28/09. [caption id="attachment_147548" align="alignleft" width="301" caption="Flávio Dino disse que editais vão assegurar Copa do Mundo regionalizada (Foto: Kid Júnior)."][/caption] "Vamos inaugurar para assegurar que a Copa não seja apenas em Fortaleza, por exemplo, mas no Ceará", argumentou, explicando que o modelo escolhido para ditar as regras do repasse irá adotar o uso de editais. Os editais vão visar a qualidade dos projetos, sobretudo, que abordem a noção de regionalização. Vamos priorizar projetos que tenham qualidade técnica, viabilidade, e que privilegiem a noção de região turística, ou seja, os municípios que se organizarem melhor com certeza terão mais chance de receber este recurso", declarou Dino. Expectativa Para a titular da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Patrícia Aguiar, a notícia foi recebida "com bastante expectativa", devido ao ressentimento dos municípios de não disporem de verba própria, administrada por eles. "Isso vai melhorar muito a divulgação para o turista internacional", declarou. De acordo com Patrícia, Fortaleza recebeu 2,8 milhões de turistas em 2010 e é, atualmente, o principal destino da Região Nordeste e o quarto do País no turismo nacional. "Agora, o desafio é internacional", disse, apontando as dificuldades financeiras como um dos entraves para promover a cidade como destino.

Anfitriã do evento, a presidente do Sindicato das Empresas Organizadoras de Eventos e Afins do Ceará (Sindieventos-CE), Circe Jane Teles, avaliou que, com o repasse direto das verbas para os municípios, "forma-se uma oferta melhor dentro do turismo". Ela ainda despeja sobre a qualificação profissional a grande preocupação com os segmentos que cercam o turismo na Capital cearense. Apesar de ser um dos projetos desativados no Ministério do Turismo depois de denúncias de corrupção, ela avalia que "Como é uma coisa de primeira necessidade, vai ser um projeto que, no máximo no ano que vem, já estará reabilitado e os estados irão se beneficiar". Cronograma e Metas O presidente da Embratur afirmou que, ao longo de 2011, estão sendo promovidas transformações e organizações do trade do setor e, em 2012 e 2013, será efetuada a política promocional. "Em 2014, iremos assumir a postura festeira, de povo receptivo e que sabe promover eventos. Depois, no pós-Copa, colheremos o legado", disse. A meta entre 2009 e 2020 é de 108% a mais na entrada de turistas, o que representa dez milhões de pessoas no Brasil. Já o ingresso de divisas tem previsto o crescimento de 192%, ou cerca de US$ 15,5 bilhões. Iniciativa Privada O membro da Academia Brasileira de Eventos, Paulo Gaudenzi, defendeu mudança do poder público na promoção do turismo. "O futuro do turismo passará pelo apoio e fortalecimento dos Convention & Visitors Bureau. O poder público será mais um dos participantes junto à iniciativa privada", disse. Segundo ele, a competitividade se dará também entre cidades. "Cumbuco é concorrente de Fortaleza. E Jijoca e outras cidades também serão, após os aeroportos no interior". Por Armando de Oliveira Lima.

Tags: