Canal
Geral

Última corrida da Fórmula 1 terá pista sinuosa

Por: 0 23 de Julho de 2015

A F1 faz sua última corrida antes das férias na técnica, estreita e sinuosa Hungaroring nos arredores de Budapeste, que é normalmente caracterizada por tempo bem quente nesta época do ano. O circuito de Hungaroring foi inaugurado em 1986, quando foi palco de um dos maiores “pegas” da história da F1, entre os brasileiros Piquet e Senna. A pista é a mais lenta dos circuitos permanentes no calendário de 2015, com uma velocidade média de apenas 190 km/h. Não há retas longas e curvas de alta velocidade, e quatro das 14 curvas são contornadas a velocidades inferiores a 100 km/h. Apenas 55% da volta é feita em plena aceleração, colocando a ênfase na aderência mecânica gerada pelos carros.

Foto: Reprodução/Auto Racing.
[caption id="attachment_475812" align="aligncenter" width="562"]Hungria 2014 GP da Hungria em 2014.[/caption] Hungaroring é uma pista de alta pressão aerodinâmica (a carga aero é muito semelhante a de Monte Carlo), que combinada com as altas temperaturas, a contínua sucessão de curvas e a ausência de retas longas, vai realçar a confiabilidade dos elementos da unidade de potência. [caption id="attachment_475813" align="aligncenter" width="562"]pista-hungria-2 Pista da Hungria.[/caption]

Tags: