Canal
Geral

Turismo de negócios é aposta para os próximos meses

Por: 0 1 de Julho de 2014

Passada a frustração com a devolução de mais de 70% das reservas da Fifa na rede hoteleira cearense - situação minimizada com a "invasão" de Fortaleza por turistas uruguaios, mexicanos, alemães, ganenses e marfinenses, mas sobretudo dos originários do mercado interno por conta da Copa do Mundo -, o segmento de turismo aposta, agora, na VI Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Brics, no dia 15/07, e no turismo de negócios, como forma de levar o bom resultado deste primeiro tempo (semestre) "para alguns dias de acréscimo". O evento, que por dois dias deverá atrair centenas de representantes dos governos russo, chinês, indiano, sul-africano e brasileiro, além de jornalistas de todo o mundo, será o "pontapé inicial" para o "segundo tempo do jogo", ou seja, para o segundo semestre do ano. [caption id="attachment_405616" align="aligncenter" width="562"]Centro de Eventos do Ceará. Centro de Eventos do Ceará.[/caption] "O objetivo agora é investir no turismo de negócios", sinaliza o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-CE), Darlan Leite, antecipando a estratégia para tentar atrair novos visitantes para o Estado, em um período difícil para o setor turístico, em decorrência das eleições. Semestre Conturbado "O próximo semestre será conturbado por conta das eleições", confirma Leite, segundo quem, o setor deve aproveitar o momento de "baixa" no fluxo turístico na rede hoteleira para começar a projetar as ações e políticas de trabalho para o ano seguinte, ou seja, para 2015. Opinião semelhante tem a presidente da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (Abav-CE), Verônica Patrício, para quem, "O segundo semestre será uma incógnita para o segmento". Conforme explicou, com a Copa do Mundo, as empresas aéreas criaram muitos voos extras, o que terminou por baratear os preços das passagens para os brasileiros voarem internamente e até para o Exterior. "Esse período da Copa, por vários fatores, foi atípico. E quem aproveitou para antecipar as férias e viajar, não o fará no segundo semestre", avalia Verônica. Legado Para Leite, o "legado" da Copa do Mundo e da reunião do Brics só virá depois. "As pessoas, os turistas, os jornalistas vão levar as fotos, as experiências, os momentos vividos e que ficam no imaginário e isso pode gerar frutos", torce o empresário. É hora também, acrescenta, para rever o "elenco" do setor, que terá a partir de 1º de julho, um novo "centroavante", na presidência do Convention Bureau, o também empresário do ramo hoteleiro, Régis Medeiros. Darlan Leite garantiu a posição e segue, reeleito, por mais dois anos, à frente da Abih-CE.  

Tags: