Canal
Geral

Transmídia e as histórias do Live

Por: 0 27 de Janeiro de 2015

Publicado originalmente em 30 de setembro. O mundo mudou muito e há gente (tem muita gente) que insiste em não ver. Há os que ainda acham que temos uma ou duas telas onde as histórias que aparecem são escolhidas por bobos, histórias escritas por quem quer impor uma ideia. Aí, irmão, já deu. As coisas e a comunicação não são mais assim. Hoje, no mundo das inúmeras telas, o que se vê são histórias de pessoas ganharem os espaços antes midiáticos, hoje pontos de contato, onde histórias encontram gente. transmidia Nós, do mundo Live, percebemos isso muito cedo e, nesses pontos de contato, oferecemos a shoppers e consumers a verdade de marcas, produtos e serviços. Cientes de que no mundo das multitelas quem manda é quem compra e não quem quer vender, chegamos aos corações e sensações das pessoas para tangibilizar o que queremos dizer. Não queremos o share of mind mas o share of heart. Por isso o Marketing Sensorial e o Marketing de Entretenimento estão em nós, no Live Marketing. Por isso, o Digital nos é comum, porque a Shopper Experience é a nossa meta. Para estar em todas as telas, a partir de um storytelling que nos envolva, precisamos ser Transmídia. Parece que o termo e o conceito são novos, mas não são. Transmídia, que a gente vê normalmente como uma espécie de adjetivo, acompanhando palavras como narrativa, storytelling  ou multiplataforma, existe desde os anos 70. Mas foi nos anos 90 que esse termo ganhou corpo e, agora, nos anos 2000, alma com o Live Marketing. Isso porque, na prática, Transmídia é a transmissão de uma mensagem ou história através de várias mídias, onde o foco na verdade é a história a ser transmitida Ora, o que nós fazemos o tempo todo nos eventos, ações e ferramentas Live senão contar histórias que envolvem pessoas, marcas, produtos e serviços? O que fazemos senão potencializar histórias de vida de gente a transitar em pontos de contato diversos? Nossos olhos trans atingem corações e mentes e, por meio de histórias vivas, fazemos com que marcas entrem nas vidas das pessoas de forma real. De Matrix, invadindo o mundo virtual e transformando em games a games que se tornam icónicos em computadores, seguem para smartphones até virarem filmes de sucesso. A ação da Seguradora Zurich no clássico Palmeiras e Santos, saltando do campo para as rádios e TVs, viralizada no Youtube é um exemplo que nos é caro e hoje, você ou eu, com uma boa história, podemos viajar por redes e telas. Registre, então, o mundo e a vida, dê forma a seus sonhos, porque histórias reais são bem mais legais que histórias montadas e forjadas que nos tentam impor produtos e marcas. A verdade que os nomes em inglês foram só para impressionar vocês. Afinal, quantos e quantos palestrantes e professores te falaram coisas assim e você saiu da aula boiando, mas feliz por conhecer mais uns termos legais para usar na Agência ou nos papos. Pra mim, não rola. Transmidia é o caminho que segue a boa comunicação que envolve as marcas e seus produtos. Escreva a sua história. Solte-a no mundo e deixe fluir. É assim que nascem os grandes amores, as grandes emoções. É assim que nos apaixonamos por marcas e personagens, nos identificando com eles. É assim que o mundo vivo entra em nossas vidas. Usei os termos mais novos que você deva ter ouvido para mostrar de vez que o Live Marketing veio para ficar. Não somente por ser o Marketing Vivo e ter em seu seio múltiplas possibilidades, ferramentais e usar os marketings falados no início desse texto (sensorial, entretenimento, digital etc) como base de sua conceituação e atividade. Usei, especialmente para mostrar que trouxemos as histórias de (da) vida para a Comunicação. Nós mesmos somos uma história que começa numa linha burra, o BTL, cresce e toma forma e ideias como Marketing Promocional e chega, hoje, a ser Live, vivo e encantador. Você nos achará sempre. Não apenas nas telas e nas histórias, nem nas emoções que te tocam. O Live Marketing te encanta porque você o encontra em você mesmo.

Tags: