Canal
Geral

'Tinta Contra o Câncer' invade as ruas de São Paulo

Por: 0 6 de Novembro de 2013

Grafites espalhados pela cidade de São Paulo que retratam o nu feminino são os novos aliados da Liga do Rosa, movimento lançado pelo A.C.Camargo Cancer Center com foco na conscientização sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. A ação Tinta Contra o Câncer, criada pela JWT, conta com a participação de artistas do grafite que cederam seus trabalhos para uma intervenção urbana que faz alusão à mastectomia (cirurgia de retirada do seio). Funciona assim: colando sobre as artes um papel tipo lambe-lambe, cria-se o efeito de que um dos seios do desenho foi retirado. [caption id="attachment_338586" align="aligncenter" width="580"] Parece que um dos seios foi retirado (Foto: Divulgação).[/caption] [caption id="attachment_338591" align="aligncenter" width="580"] Resultado da arte (Foto: Divulgação).[/caption] Cada um dos grafites inseridos na ação, situados em trechos de grande circulação e redutos da cultura paulistana como a Praça da República, Rua Luminárias, Avenida Ataliba Leonel, dentre outros, recebem a assinatura "Qualquer mulher pode ser vítima do câncer de mama", acompanhada de dizeres relativos ao movimento "Outubro Rosa" e da hashtag #LigaDoRosa. [caption id="attachment_338587" align="aligncenter" width="580"] A hashtag acompanha o graffitti (Foto: Divulgação).[/caption] [caption id="attachment_338592" align="aligncenter" width="580"] A ação ganhou força nas redes sociais (Foto: Divulgação).[/caption] Embora seja uma ação de rua, a campanha ganhou força nas redes sociais com a replicação das imagens na web e a disseminação do videocase. Além de abordar a importância da prevenção e alertar para o diagnóstico precoce da doença, a proposta desta campanha, ao retratar a mastectomia, é mostrar que a retirada do seio está longe de representar a perda da feminilidade e do amor à vida. [caption id="attachment_338588" align="aligncenter" width="580"] Detalhe da arte (Foto: Divulgação).[/caption] [caption id="attachment_338589" align="aligncenter" width="580"] O adesivo parece uma cicatriz (Foto: Divulgação).[/caption] “Uma cicatriz no mesmo lugar onde antes estava um seio não representa uma derrota e sim a confiança em superar a doença. Toda mulher em tratamento é uma guerreira, pois seu foco é lutar pela vida”, destaca a cirurgiã oncologista e diretora de Mastologia do A.C.Camargo, Maria do Socorro Maciel. [caption id="attachment_338593" align="aligncenter" width="580"] Graffitti na Zona Leste (Foto: Divulgação).[/caption]

Tags: