Canal
Geral

SWU apresenta estrutura e programação completa

Por: 0 29 de Outubro de 2011

O movimento de conscientização pela sustentabilidade "SWU (Starts With You) – Começa com Você" realiza entre os dias 12 e 14/11, na cidade paulista de Paulínia, a segunda edição do SWU Music & Arts Festival, evento que reunirá mais de 70 atrações musicais e um Fórum Global de Sustentabilidade com 26 palestrantes nacionais e internacionais.

O festival ocupará uma área total de 1.700.000 m2  (dos quais 445.000 m2 de arena), no Parque Brasil 500, em Paulínia. A estrutura conta com área de camping para 1.500 barracas; quatro praças de alimentação (três na arena e uma no camping); estacionamento para 16.500 veículos (sendo 15.000 para o público da arena e 1.500 para os campistas); e 13 postos médicos. O Lounge Vip O Lounge VIP terá plataforma com varanda e vista privilegiada para os dois palcos principais. O espaço está localizado em uma área lateral a esses palcos, não interferindo na visão frontal do público da pista. Além da perspectiva privilegiada, o Lounge VIP oferece open bar e comida à vontade (já incluídos no preço), área de descanso, banheiros privados, serviço de massagem e estacionamento cortesia. É o charme do lounge com a exclusividade do VIP em um só espaço – área restrita a 4 mil pessoas. O ingresso custa R$ 900,00, e é comercializado com uma cédula separada, que será complementar aos ingressos para o festival. Sozinha, a cédula não dá direito ao titular de entrar no festival e nem assistir aos shows; para ter acesso ao Lounge VIP, deve-se ter obrigatoriamente o ingresso do evento. No ato da compra a pessoa deve assinalar o dia em que irá ao SWU 2011. Feito isso, o ingresso para o festival poderá ser comprado na mesma hora, ou depois, mas ele será imprescindível para a entrada no evento. A Área do Camping O camping é dividido em 1.500 lotes, cada um deles com espaço para barracas de uma até quatro pessoas (a organização não fornecerá as barracas). A área conta com posto médico, câmeras de monitoramento, praça de alimentação exclusiva, loja de conveniência, duchas em temperatura natural, chuveiros com água quente (e temporizador limitando o tempo do banho a sete minutos), banheiros e pias para lavar as mãos e escovar os dentes. O estacionamento para os campistas fica próximo à área de camping. Cada um dos 1.500 lotes para barracas terá direito a uma vaga no estacionamento (já incluída no preço do ingresso de camping).

[caption id="attachment_153238" align="aligncenter" width="580" caption="Camping na cidade de Itu na edição 2010 do SWU."][/caption] A entrada dos campistas poderá ser feita a partir do dia 11/11, às 12h, até o dia 12/11, às 12h. A saída do camping deverá ser feita até o dia 15/11, às 16h. Para o público que vem de ônibus, a rodoviária de Paulínia está localizada a menos de 200m da entrada do camping e o acesso do público acampado para o festival fica a menos de 200 metros da entrada do camping. Venda das Áreas do Camping Só terá direito a acampar no camping quem tiver ingresso para os três dias de festival e, independente do número de pessoas na barraca, cada espaço terá apenas uma cédula de ingresso. Nesse ingresso virá uma única senha com a qual o usuário vai entrar no site da Ingresso Rápido e cadastrar quem vai ficar com ele na barraca. Assim não haverá necessidade de que todos da mesma barraca cheguem juntos ao camping para entrar. Na hora da chegada ao camping, haverá uma lista com os nomes das pessoas cadastradas e o acesso será liberado mediante a apresentação do documento de identidade e dos ingressos para os três dias de festival. Os ingressos para o camping serão vendidos pelos mesmos canais de venda dos ingressos para o festival. Preços
  • Espaço para barraca de 1 pessoa: R$ 420,00.
  • Espaço para barraca de 2 pessoas: R$ 480,00.
  • Espaço para barraca de 3 pessoas: R$ 540,00.
  • Espaço para barraca de 4 pessoas: R$ 600,00.
Obs: Os preços acima são para o aluguel do espaço e válidos, portanto, para toda a barraca, não são preços para cada ocupante da barraca e também não incluem o preço dos ingressos, que são individuais. Ingressos para o Festival Os ingressos para o SWU podem ser comprados pela internet; pelo Call Center (4003-1212), que funciona de segunda a sábado, das 9h às 22h, e aos domingos e feriados das 11h às 22h; e ainda em 67 pontos de venda espalhados por todo o Brasil. O preço do ingresso de pista é de R$  290,00 (inteira) e R$ 145,00 (meia). O passaporte para os três dias sai com 15% de desconto: R$ 739,50 (inteira) e R$ 369,75 (meia).

[caption id="attachment_153239" align="aligncenter" width="580" caption="SWU 2010."][/caption] Quem optar pela compra nos pontos de venda não paga taxa de conveniência. Pela Internet e Call Center, a taxa de conveniência foi reduzida para 10%, metade do valor cobrado no ano passado. Formas de pagamento: dinheiro; cartões de crédito (Visa, MasterCard, Diners, Amex, Hipercard, Aura); cartões de débito (Visa electron e Redeshop) e cartão benefício (Nutricash). O pagamento com cartões de crédito poderá ser parcelado em até seis vezes sem juros. Classificação Etária do SWU A partir de 14 anos de idade somente acompanhados de um de seus pais ou responsáveis legais. A partir de 16 anos de idade não precisa de acompanhante. Sustentabilidade 2º Fórum Global de Sustentabilidade SWU O Fórum Global de Sustentabilidade SWU, que em sua segunda edição conta com o apoio oficial do Pacto Global da ONU, reunirá este ano 26 palestrantes nacionais e internacionais para três dias de debates em torno da sustentabilidade (questões ambientais, sociais e econômicas). O evento reunirá grandes personalidades e ativistas como os músicos Neil Young e Bob Geldof, a atriz Darryl Hannah, a Nobel da Paz Rigoberta Menchú e a ex ministra Marina Silva, entre muitos outros. O fórum acontece no Teatro Municipal de Paulínia, na mesma área do Festival SWU. O objetivo do encontro é promover o debate e inspirar pessoas para a prática da sustentabilidade por intermédio do exemplo e da experiência de indivíduos, empresas e organizações que já contribuem para um modo de vida mais sustentável.

São dois painéis de debates por dia, um de manhã (das 10h às 13h) e outro à tarde (das 14h às 17h). A mediação será feita mais uma vez pela jornalista e apresentadora Renata Simões. O público poderá participar mandando perguntas por escrito e por meio das redes sociais. O fórum é aberto exclusivamente a quem tem ingressos para o festival. Como as vagas são limitadas, o público interessado deve fazer inscrição prévia pelo portal para garantir a participação. As inscrições já estão abertas. Pacto Global da ONU Essa é a primeira vez que a organização apoia um evento como o Fórum Global de Sustentabilidade do SWU, que acontece dentro de um festival de música, voltado para o público jovem. O Pacto Global é a maior iniciativa mundial de responsabilidade corporativa, com mais de seis mil empresas participantes, em mais de 130 países. O programa foi criado para incentivar e reconhecer as boas práticas empresariais nas áreas de meio ambiente, direitos humanos e combate à corrupção. Com o acordo SWU, eles darão uma consultoria para os temas que serão os norteadores do fórum, além de colaborarem na divulgação do evento a nível mundial.

Palestrantes Internacionais Os músicos Neil Young, que defende o uso de energias renováveis em automóveis, e Bob Geldof, idealizador dos concertos humanitários Live Aid e Live 8; Matthias Stausberg, porta-voz do Pacto Global da ONU; o cientista israelense David Cahen, chefe do Departamento de Energia Alternativa do Instituto Weizmann de Ciências de Israel. A guatemalteca Rigoberta Menchú, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz; William McDonough e Michael Braugart, da empresa de design sustentável Cradle to Cradle; a ativista ambiental e atriz americana Daryl Hannah, o escritor, professor e cineasta americano M.K. Asante.

Oos criadores da instituição The Voice Project, Anna Gabriel, filha do músico Peter Gabriel, e Hunter Heaney; David de Rothschild, que comandou uma expedição pelo Pacífico com um barco feito 100% de plástico; Céline Cousteau, neta do historiador marítimo Jacques Cousteau e defensora dos oceanos e do meio ambiente. Oo presidente da ONG britânica SolarAid, Steve Andrews; a ativista e diretora do estúdio de música Premises Studios, Julia Craik; a estilista americana Donna Karan; e o surfista e fundador da Waves For Water, Jon Rose. Palestrantes Brasileiros O renomado pesquisador em sustentabilidade José Eli da Veiga; a cineasta Laís Bodansky, fundadora da Buriti Filmes; o jornalista Gilberto Dimenstein; o estilista Oskar Metsavaht; a ex senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva; o diretor de mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani.

[caption id="attachment_147233" align="aligncenter" width="533" caption="José Eli e Marina Silva."][/caption] Também estarão presentes a pesquisadora Carla Mayumi; o diretor geral da Fundação Amazonas Sustentável, Virgílio Viana; Manoel da Cunha, presidente do Conselho Nacional dos Seringueiros; Milena Boniolo, ganhadora da edição de 2006 do Prêmio Jovem Cientista; e o ambientalista Fabio Feldman. Ações de Sustentabilidade no Festival O SWU trabalhará com a meta de reciclar 100% dos resíduos gerados durante o festival. A empresa Corpus será responsável pela coleta e a cooperativa local Cooperlínia Ambiental do Brasil, pela separação e direcionamento do lixo às usinas de reciclagem. Todo o resíduo orgânico gerado pelo SWU será destinado para a compostagem. No ano passado, 560 quilos de material orgânico foram submetidos à técnica de oxigenação, transformando o que era lixo em adubo. Os latões de lixo estarão dispostos em lugares estratégicos do evento, para garantir a eficiência e rapidez na limpeza. Em relação ao evento do ano passado, o consumo total de energia será maior, mas parte dessa energia será limpa (hidrelétricas), proveniente da rede elétrica do município de Paulínia. Também serão utilizados geradores à base de biodiesel. Para a cenografia do festival, sempre que possível, serão utilizados materiais de baixo impacto ambiental, como madeira certificada e/ou reciclada, papel reciclado, tinta à base de água, lâmpadas LED e projeção de imagens. O trabalho de conscientização também se estende ao relacionamento com os fornecedores do evento, que receberão da organização um Manual do Fornecedor com recomendações de boas práticas de sustentabilidade corporativa. Em parceria com a ONG Recicleiros, será construída uma estação de geração de energia solar, onde as pessoas poderão recarregar os celulares. Serão três containers com uma exposição fotográfica no interior de 12 artistas plásticos que trabalharam na estilização de latões de lixo.

A CPFL também irá disponibilizar quatro carros elétricos para uso e demonstração dos seus benefícios para o meio ambiente. Ações em Parceria com ONGs Cinema ao Ar Livre A ONG Buriti Filmes, da cineasta Laís Bodansky, vai realizar uma mostra ao ar livre de filmes sobre sustentabilidade. A projeção será feita em uma tela inflável, que proporcionará um clima mágico. O conteúdo da mostra, de curtas, longas e animações,  é uma parceria entre o SWU e a instituição italiana Ecovision. Túnel dos Sentidos A ONG SOS Mata Atlântica trará para Paulínia a sensação de estar em plena Mata Atlântica. Os participantes serão convidados a passar por um túnel, onde o clima, os relevos, as texturas, os odores e os sons reproduzirão o ambiente da floresta. Mixer Guri – O Projeto Guri, que ensina música clássica para jovens de comunidades carentes, trará para o festival a experiência de criar e mixar músicas. O público será convidado a criar sua própria música a partir de sons disponíveis no programa, partindo de uma música base. Casa Emergencial com Grafite – A organização Um Teto para Meu País construirá, com o auxílio de voluntários, uma de suas casas emergenciais. O grafiteiro Mundano fará um Live Painting nas paredes externas da construção.

[caption id="attachment_144246" align="aligncenter" width="560" caption="Volunyários da ONG Um Teto para o Meu País."][/caption] Energize-se A ONG Recicleiros comandará a área composta por três containers que terão placas de energia solar. Toda energia captada será utilizada para a recarga dos celulares do público do SWU. A instalação tem capacidade para carregar  200 aparelhos simultaneamente. O espaço contará também com a exposição de 12 artistas plásticos. Vita Vitão A ONG estará presente no evento fazendo um trabalho de conscientização sobre o perigo de dirigir sob o efeito de álcool. Waves for Water A ONG, cujo fundador é o ex surfista profissional Jon Rose, montará um laboratório demonstrativo de seu trabalho em regiões de extrema pobreza, transformando água imprópria em água potável.

[caption id="attachment_153234" align="aligncenter" width="580" caption="Jon Rose."][/caption] WWF Exibição do filme “Emissões e Aquecimento Global”. Ações Realizadas pelo Movimento SWU em 2011 Uma das principais iniciativas do movimento SWU em 2011 foi a Gincana Impacto Zero, que premiou uma universidade brasileira com R$ 500.000,00 para a implementação de um projeto de sustentabilidade. A competição foi criada para engajar o público universitário nas questões da sustentabilidade de forma prática e comunitária, tendo sido lançada em maio pelo Fantástico, da TV Globo.

Na fase final, a Gincana se transformou em um reality show (exibido pelo Multishow), em que duplas de universitários disputaram provas de sustentabililidade em diversas cidades. A dupla vencedora, da Universidade Federal de Alfenas (MG),  além de levar um cheque de meio milhão de reais para a sua faculdade, ganhou também um curso de empreendedorismo na Babson College, em Massachusetts (EUA).

[caption id="attachment_153236" align="aligncenter" width="580" caption="Ana Carolina Felix e Lucas Smith."][/caption] O movimento realizou também oficinas de sustentabilidade (SWU Kids) para crianças em parques públicos e livrarias, atendendo a mais de duas mil pessoas. Foram realizadas ainda palestras e rodas de debates em faculdades (ESPM, Metodista e Mackenzie), com pocket-shows e minifóruns, além de ações em parceria com as ONGs Waves for Water (distribuição de filtros em comunidade carente de Osasco), Um Teto para Meu País (construção de casas emergenciais em Carapicuíba), Moving Planet, Cine Tela Brasil e o movimento Dia Mundial Sem Carro.

Tags: