Canal
Geral

Simpósio da ABPp debate o ensinar e aprender

Por: 0 8 de Outubro de 2013

Promovido pela Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp), o III Simpósio Internacional acontece nos dias 17, 18 e 19/10, na Universidade Paulista (Unip) – Rua Vergueiro, 1211 – Paraíso, São Paulo. Intitulado "Os caminhos do ensinar e aprender", tem como objetivo reunir psicopedagogos, professores, pedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos, estudantes e demais profissionais da área de educação e da saúde. Todos comprometidos com o desenvolvimento de uma formação de boa qualidade.

“Serão abordados subtemas que permitirão debater a diversidade e as potencialidades do ‘aprender’ e do ‘ensinar’, as práticas inclusivas, os processos de avaliação e intervenção nas dificuldades e transtornos de aprendizagem nas diferentes abordagens e sob a ótica dos mais recentes enfoques científicos.”, expõe a presidente da ABPp, Quezia Bombonatto. “A grande característica é o não engessamento, ou seja, não nos fixamos em um determinado tema, mas analisamos os caminhos da aprendizagem nas várias dimensões. A novidade é que tenha realmente possibilidade de interação e abordagem de várias linhas... uma visão mais globalizada”, completa. Em 2007, o primeiro Simpósio Internacional enfocou aspectos da neurociência e da psicanálise. As novas práticas da psicopedagogia quanto a instrumentos e intervenções foram debatidas no II Simpósio, em 2010. "O Simpósio deste ano tem um diferencial: estamos com uma proposta de que os participantes, de fato, tenham uma interação maior com os palestrantes. Todos estão sendo orientados no sentido de promover essa interação com a platéia", diz Quézia Bombonatto. Já são confirmados mais de 30 palestrantes brasileiros. Além deles, participam do evento Maria Jesús Comellas Carbó, coordenadora do Grup de Recerca Orientació y Desenvolupament (Grode), da Universitat Autònoma de Barcelona (Espanha); a psicopedagoga argentina Sandra Torresi, vice-presidente da Sociedade Ibero-americana de Neuroeducação especializada em Neuropsicologia com Orientação Infantil. Também estará presente Rafael Pereira, doutor pela Universidade de Extremadura da Espanha em Neuropsicologia da Dislexia e professor de Mestrado em Ensino Especial na cadeira de Dificuldades Específicas de Aprendizagem na Escola Superior de Educação Almeida Garret, da Universidade Lusófona (Portugal). Programação No dia 17/10, serão realizados os cursos pré-evento, que independem da inscrição no Simpósio. Ao todo, são oito cursos ministrados por especialistas de diferentes áreas, entre eles os palestrantes estrangeiros Rafael Pereira e Sandra Torresi e o professor de história do Colégio Joana D’Arc, Rodrigo Abrantes, que abordará o tema tecnologia em sala de aula. A abertura do simpósio ocorrerá às 09h do dia 18. A cerimônia terá a presença do secretário de Educação do município, Cesar Callegari; da presidente da ABPp, Quezia Bombonatto; de Ghislaine Gliosce da Silva, representante da UNIP – uma das patrocinadoras do evento; e do vereador Antonio Goulart, autor do Projeto de Lei recém sancionado pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que cria a função do psicopedagogo na rede municipal de ensino. A partir das 11h é iniciada a programação, anunciada com cinco palestras, seis fóruns, sete painéis, três workshops e um colóquio – dividido em duas partes. “Estamos com algumas atividades diferenciadas: estudos e supervisões de casos, além de discursos que visam proposta tanto para salas de aula quanto para as clínicas”, completa Quezia Bombonatto. Apresentações na qual serão debatidas e formuladas questões quanto ao atendimento psicopedagogo a jovens adultos nesses estabelecimentos – tudo com estimulo à intensa participação dos simposistas.

Tags: