Canal
Geral

SES vai entregar 30 mil horas via satélite durante a Copa

Por: 0 12 de Junho de 2014

Neste 12 de junho, bilhões de pessoas em todo o mundo estarão assistindo o evento de abertura da Copa do Mundo Fifa 2014. Uma verdadeira ação de live marketing. O gramado do Itaquerão será palco de um espetáculo cercado por grandes marcas patrocinadoras. Na produção, gente nossa, nossos leitores e amigos da Spirit, M.Checon, dezenas de produtores e pessoal de apoio. Por ser global, este espetáculo e os jogos da copa extrapolam nossas fronteiras e para garantir que esse momento único, que encantará os milhares na platéia, chegue a milhões, em bares, Fan Fests e eventos ao redor do planeta, a SES (NYSE Euronext Paris e Luxembourg Stock Exchange: SESG) coloca toda sua estrutura para entregar aproximadamente 30 mil horas de cobertura do evento. “A Copa do Mundo irá exigir uma largura de banda de satélites e de fibra ótica que nenhum outro evento jamais precisou”, relata Jurandir Pitsch, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios para América Latina da SES. “Na área de eventos, por exemplo, já vendemos 20 vezes mais do que geralmente vendemos nessa época em outros anos”, relata o executivo. As principais emissoras de todo o mundo já garantiram mais de 450MHz de capacidade dos satélites NSS-806, SES-6 e NSS-7 da SES para fazer com que os lances cheguem ao público em toda a América do Norte, América Latina e Europa. Essa capacidade permitirá que o conteúdo seja emitido das doze cidades-sede da Copa do Mundo para todo o mundo. Além disso, as emissoras também vão utilizar outros satélites da SES em conjunto com uma ampla infraestrutura terrestre para ampliar a distribuição de cobertura do evento para outras regiões. “Dentre as requisições das empresas estão a infraestrutura de bandas C e Ku de nossos satélites e também os serviços de teleportos, como o uplink, downlink e reenvio dos sinais”, relata Pitsch. ses 2014“Para chegar ao México e aos Estados Unidos, por exemplo, disponibilizaremos capacidade do AMC-9, enquanto os satélites SES-1, SES-2, SES-4, SES-5, SES-6 e AMC-1 também irão atuar para levar as imagens para os mais diversos pontos do globo”, complementa. Além dos satélites, a SES também utilizará sua rede de teleportos nos Estados Unidos, Europa e Ásia para distribuir os sinais para outras áreas do planeta, como a Ásia, Austrália e o Oriente Médio. Eles estão lá em cima e fazem toda a diferença para quem quer fazer uma ação de live marketing de grande porte. Afinal, sem estes equipamentos, a abertura no Itaquerão, pela estrutura em si, seria o mesmo que qualquer convenção corporativa de qualidade que se produz rotineiramente no país. Veja os detalhes no infográfico abaixo. infografico-SES-O uso de Satélites na Copa do Mundo  

Tags: