Canal
Geral

Semsa promove a primeira Corrida Contra o Preconceito

Por: 0 10 de Novembro de 2014

No dia 30 de novembro será realizada a primeira Corrida Contra o Preconceito. Promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o foco do evento é mobilizar a sociedade para o combate a qualquer tipo de preconceito e discriminação, principalmente contra pessoas vivendo com HIV/Aids. As inscrições começam no dia 10/11 e vão até o dia 21 de novembro, e podem ser feitas por meio de formulário eletrônico disponível no site da Semsa. Cartaz-Corrida-contra-o-Preconceito-724x1024 A corrida contará com um percurso de quatro quilômetros e podem se inscrever pessoas de ambos os sexos, incluindo pessoas com deficiência (usuários de cadeiras de rodas ou bicicleta adaptada). O ponto de largada e de chegada da corrida é o anfiteatro da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus (AM), com a concentração marcada para 15h. "As inscrições são limitadas a 1.200 atletas e o custo da inscrição será de dois quilos de alimentos não-perecíveis, exceto sal e açúcar. Os alimentos serão doados às pessoas de baixa renda vivendo com HIV, atendidos nos Serviços de Atendimento Especializados em DST/Aids.", informa a chefe do Núcleo de Controle das DSTs/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Souza. Os dois quilos de alimentos deverão ser entregues para a coordenação do evento no momento do recebimento do kit de participação. Os inscritos receberão o kit no período de 27 a 28 de novembro, das 8h às 12h e das 14h às 17h, e dia 29 de novembro, das 8h às 12h, na Fundação Vila Olímpica do Amazonas. "Todos os inscritos deverão ficar atentos ao regulamento da corrida e que também pode ser acessado no site da Semsa - recomenda Adriana Souza. Dia de Combate à Aids O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que a corrida é uma forma de marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, dia 1º de dezembro. "Além de promover o combate ao preconceito, o evento esportivo tem como meta incentivar o diagnóstico precoce da doença e estimular a adoção de hábitos saudáveis, especialmente por pessoas que vivem com HIV" destaca Homero de Miranda Leão.   banner impacto

Tags: