Canal
Geral

Sebrae inicia ciclo de eventos sobre a Copa de 14

Por: 0 5 de Julho de 2011 02:20

Sediar eventos grandiosos, como uma Copa do Mundo, geralmente proporciona a realização de bons negócios e crescimento para um país. De olho nas oportunidades geradas por ocasião do evento, o Sebrae realiza até o dia 30/08, um ciclo de 12 encontros nas cidades-sede: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG) Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP). O circuito de seminários, que começa pelo Rio de Janeiro (no Auditório do Maracanãzinho), integra o Programa Sebrae 2014, que tem como objetivo motivar as micro e pequenas empresas a se prepararem de forma planejada para as chances geradas com a realização do Copa do Mundo. Os focos do encontro são aproximar as micro e pequenas empresas das oportunidades, atuar no ambiente legal e de marcos regulatórios, entre eles, o RDC (Regime Diferenciado de Contratações) e a atualização da Lei do Simples Nacional, e articular com parceiros públicos e privados iniciativas de fortalecimento, a exemplo do convênio de cooperação geral assinado no dia 10/06, entre o Sebrae e a Abdib (Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base). O acordo prevê a promoção e o fortalecimento das micro e pequenas indústrias dos setores de energia elétrica, petróleo, gás e derivados, transporte, construção e engenharia, saneamento ambiental, telecomunicações e indústrias de base. Os encontros que discutirão, entre outras coisas, oportunidades e estratégias de negócios - terão como base as informações do Mapeamento de Oportunidades elaborado em parceira com a FGV (Fundação Getúlio Vargas), em nove setores prioritários (construção civil, tecnologia da informação, turismo, comércio varejista, madeira e móveis, agronegócio, produção associada ao turismo e serviços). O levantamento foi realizado a partir das particularidades locais de possibilidades de negócios observadas nos grupos focais (constituídos por empresários, especialistas, acadêmicos, entidades representativas, entre outros) de cada estado. Além da realização de negócios, o Programa Sebrae 2014 também aproveita o impulso do evento esportivo - que deve movimentar a economia do País em R$ 180 bilhões, entre 2010 e 2014 - para trabalhar no desenvolvimento das micro e pequenas empresas. Atualmente, 99% das empresas brasileiras são micro e pequenas e respondem por 20% do PIB (Produto Interno Bruto), o que corresponde a R$ 36 bilhões. Em países como a Alemanha, a participação do PIB chega a 40%. O primeiro passo foi identificar quase mil oportunidades de negócios. Agora, o Sebrae vai capacitar as pequenas empresas, para que estejam preparadas para atender a demanda de serviços e produtos e, ao mesmo tempo, trabalhar na articulação entre as pequenas e grandes empresas, associações setoriais e órgãos do governo. Esse encadeamento produtivo é fundamental para a realização de negócios e para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas. "É o que esperamos como legado da Copa do Mundo", garante o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto. Cada encontro contemplará dois diferentes momentos: o institucional e o de paineis de oportunidades em cada um dos segmentos que serão trabalhados por cada cidade-sede. Os 12 ciclos cumprirão mais uma etapa do Programa Sebrae 2014, que se desdobrará em rodadas de negócios. "Será também uma oportunidade para as micro e pequenas empresas definirem uma agenda competitiva, com base na antecipação de requisitos que deverão cumprir e desafios a serem vencidos com planejamento", avalia o gerente de Atendimento Coletivo Serviços do Sebrae, Vinícius Lages. Confira o calendário dos próximos encontros: 07/07, Brasília; 19/07, Cuiabá; 25/07, Natal; 28/07, Recife; 02/08, Belo Horizonte; 04/08, São Paulo; 11/08, Salvador; 12/08, Fortaleza; 16/08, Porto Alegre (RS); 17/08, Curitiba; 30/08, Manaus.

Tags: