Canal
Geral

315 mil turistas são esperados no Rio de Janeiro

Por: 0 24 de Setembro de 2011

A Secretaria de Turismo da Cidade do Rio de Janeiro (Riotur) antecipou o novo estudo de impacto econômico do Rock in Rio 2011 na cidade do Rio de Janeiro. O primeiro estudo previa uma movimentação de US$ 376.5 milhões o equivalente a R$ 587.3 milhões (R$ 1,56, câmbio do dia 05/07/2011). Com o acréscimo de um dia extra na programação do festival esse número chega a cerca de US$ 419 milhões, ou seja, R$ 653.6 milhões. O levantamento prevê que dos 700 mil espectadores, 315 mil serão turistas e que a ocupação hoteleira poderá chegar a 98%. Estes números são bastante significativos, ainda mais quando contrastado com o impacto econômico de todos os festivais de música juntos em países com o Reino Unido. Uma reportagem da BBC, de junho de 2010, apontava que os eventos do gênero trariam para a economia inglesa £ 130 milhões, cerca de R$ 310 milhões, significando menos da metade do montante que o Rock in Rio trará somente para a capital carioca. "O estudo prevê que 10% dos espectadores sejam estrangeiros, 35% turistas nacionais e 55% cariocas. Os gastos dos turistas está estimado em US$ 233 milhões. Esse valor inclui os gastos com ingresso e transporte. A estimativa de gastos com alimentação e produtos na Cidade do Rock é de US$ 21 milhões" - explicou Antônio Pedro Viegas Figueira de Mello, Secretário de Turismo da Cidade do Rio de Janeiro. A análise considerou ainda os valores dos ingressos, R$ 190,00 nteirae R$ 95,00, meia, ficando a distribuição das vendas em 55% de inteiras e 45%, meias, portanto, a expectativa de renda da bilheteria é de US$ 64 milhões. O estudo levou em consideração seis dias de vendas de ingressos e estimou que essa distribuição será a mesma para mais um dia de show, 29 de setembro. Este estudo não é definitivo. A Riotur, no decorrer do Rock In Rio 2011, realizará uma nova pesquisa mercadológica e uma análise do evento, buscando desta forma uma mensuração mais apurada e precisa do impacto gerado pelo Rock In Rio 2011 na economia carioca.

Tags: