Canal
Geral

RioSul promove trilha guiada pelo morro Babilônia

Por: 0 15 de Julho de 2015

No dia 18 de julho, o RioSul Shopping Center vai realizar uma nova edição do projeto Trilha Babilônia RioSul. Depois de reflorestar mais de 50 hectares dos Morros do Leme e da Babilônia e investir em melhorias na sinalização da trilha ecológica, o RioSul volta a promover passeios guiados, gratuitos, e em datas especiais. A proposta é levar moradores e visitantes da cidade a conhecer um pouquinho da beleza e história da região e conferir de perto o trabalho de reflorestamento, além de explorar plataformas, edificações, casas e fortalezas do tempo do Brasil Colônia.

Foto: Divulgação.Trilha RioSul
  Uma das curiosidades, por exemplo, que os guias contam durante a travessia, é que os portugueses usavam estas rotas para transportar água, alimentos, provisões de armas e munições, que eram levadas em mulas para os pontos onde se concentravam as tropas. Antes disso, os índios nativos da região já utilizavam essas trilhas para locomoção entre o litoral e o interior da cidade antes mesmo da chegada dos portugueses ao Brasil. A cada passeio, serão abertas 60 vagas para inscrição de participantes. O shopping também oferece um serviço que inclui lanche e translado de ida até o início da trilha e volta ao ponto de encontro. Os participantes devem se reunir no piso G5 do shopping e as saídas acontecem sempre às 9h. As inscrições já estão abertas (sujeita às condições climáticas do dia e à lotação). Para se inscrever, basta entrar no site e preencher a ficha cadastral. O Projeto Trilha Babilônia RioSul Atualmente, a Trilha Babilônia RioSul conta com 23 placas de sinalização, patrocinadas pelo estabelecimento, distribuídas ao longo do percurso, possibilitando um passeio mais seguro e rico, com informações sobre a botânica, indicações de caminho e curiosidades sobre a história local. Além disso, diversas espécies nativas da flora voltaram a colonizar as áreas espontaneamente como o Pau-brasil, Ipê-amarelo, Aroeira, Ipê-rosa, Embiruçu, Pau-ferro, entre outras 80 espécies de árvores. Até o momento, já foram plantadas mais de 200 mil mudas. Na fauna, a recuperação das áreas também trouxe de volta espécies que haviam migrado para outros locais, incluindo algumas espécies raras ou ameaçadas de extinção como a Jacupemba, Tucano-de-bico-preto, Papagaio-curica, Sabiá-preto, Coleirinha, Pichochó, Saíra-sete-cores e Trinca Ferro.

Tags: