Canal
Geral

Riomar valoriza o artesanato sergipano

Por: 0 23 de Junho de 2011

Artesãos sergipanos criaram a decoração junina do Shopping Riomar em Aracaju (SE), e expõem seus produtos na Praça Central do shopping.  As riquezas do artesanato sergipano e da cultura local passaram a recepcionar o cliente do empreendimento. Em uma iniciativa pioneira, a decoração junina do Riomar foi elaborada pela Associação de Artesãos de Sergipe. Vinte artistas foram beneficiados com a ação, resultado de uma parceria com a Secretaria de Estado de Trabalho (Setrab). Além da decoração junina do Shopping, os artesãos realizam a “Exposição de Artesanato Sergipano” na Praça Central do Riomar, que segue até o dia 30/06. A proposta, além de valorizar o artesanato como meio de inserção no mundo do trabalho e gerador de renda, resgata ainda a tradição junina, típica do estado sergipano. Junho é considerado o mês mais animado em Sergipe, Estado conhecido como o “país do forró”. Seguindo as tradições locais, logo no início do mês, o Shopping Riomar já entrou em clima de São João. A começar pela trilha sonora escolhida para o som ambiente do empreendimento. As músicas, tipicamente nordestinas, com o bom forró pé-de-serra, trazem o encanto das “Festas Juninas” para dentro do Shopping. Agora, bandeirolas com a estampa da Renda Irlandesa produzida em Sergipe – reconhecida como patrimônio cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) –, dão boas vindas aos clientes do shopping, que vão encontrar nas alas do empreendimento a beleza do artesanato local. Mônica Schneider, gerente-geral das Atividades do Artesanato na Setrab, explica que toda a decoração do Riomar está baseada nos três santos que marcam os festejos juninos: Santo Antônio, O Casamenteiro; São João, O Festeiro; e São Pedro, O Guardião do Céu. Todo o trabalho apresentado tem como prioridade a qualidade, a diversidade e a criatividade na produção, sendo estes também os critérios na definição da tipologia do artesanato a ser exposto. Na Praça Central do Shopping, os artesãos comercializam comidas típicas, licores regionais, cerâmica, trabalhos em patchwork, utilitários, santos juninos, pintura em porcelana, peças em biscuit, madeira, renda e bordados, além de outros itens tradicionais de Sergipe. O mês de junho é o mais rentável para a categoria, que espera, no shopping, conquistar ainda mais clientes e obter o resultado positivo esperado a cada ano. De acordo com Mônica, a arte de vários municípios sergipanos está representada na exposição. A intenção é trazer ao visitante do shopping as belezas feitas no Estado, apresentando o trabalho dos artesãos não apenas ao turista, mas aos próprios sergipanos que, muitas vezes, não conhecem a arte produzida na sua terra.

Tags: