Canal
Geral

Rio Grande do Sul negocia novo aeroporto

Por: 0 19 de Outubro de 2011

O governo do Rio Grande do Sul quer aproveitar o bom humor da iniciativa privada com o setor aeroportuário para viabilizar a construção de um novo aeroporto na Região Metropolitana de Porto Alegre. O projeto prevê a utilização de uma área de 25 quilômetros quadrados entre os municípios de Portão e Nova Santa Rita, a cerca de 25 quilômetros da capital gaúcha. Batizado provisoriamente de 20 de Setembro, a data de celebração da Revolução Farroupilha, o novo aeroporto pode ser uma alternativa para a expansão do transporte aéreo no Estado.

[caption id="attachment_150813" align="aligncenter" width="533" caption="Município de Nova Santa Rita. "][/caption]

A Secretaria de Aviação Civil (SAC) participou de reuniões sobre o tema com representantes do governo do Rio Grande do Sul e deu o aval para a realização de estudos de viabilidade técnica e econômica. O governo estadual quer apresentar uma proposta para a SAC até o fim do ano. "Queremos que o governo tenha no Rio Grande do Sul o mesmo olhar que teve com o aeroporto do Rio Grande do Norte, de fazer um projeto e convidar a iniciativa privada para participar", diz o secretário de Infraestrutura do Estado, Beto Albuquerque. O aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), na Região Metropolitana de Natal, foi leiloado em agosto e será construído e administrado por um consórcio da brasileira Engevix com a argentina Corporación América. Módulos A proposta do governo gaúcho é que o Aeroporto 20 de Setembro seja construído em módulos, de acordo com a expansão da demanda. Apenas a primeira fase da obra deve custar, no mínimo, R$ 400 milhões, segundo Albuquerque. "Se o governo federal não se interessar pelo projeto, o estadual vai procurar a iniciativa privada." Procurada pelo Estado, a SAC disse que ainda não definiu se fará uma concessão do novo aeroporto gaúcho, mas que o projeto entrará "em breve" na pauta de discussões sobre investimentos no setor. A Infraero não se pronunciou. A criação de um novo aeroporto no Rio Grande do Sul é uma alternativa para suprir as necessidades de expansão do tráfego aéreo no Estado. O Aeroporto Salgado Filho, que atende a capital gaúcha, já opera acima da capacidade máxima e sua expansão é limitada. "Ele não tem como crescer. A cidade já o cercou", diz o professor de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, Enio Dexheimer. O Aeroporto Salgado Filho tem capacidade para receber 6,5 milhões de passageiros por ano, segundo dados da Infraero. No ano passado, 6,6 milhões de pessoas embarcaram ou desembarcaram no local. E, neste ano, o movimento deve ser maior. Somente nos oito primeiros meses, as companhias aéreas transportaram cinco milhões de passageiros de/ou para Porto Alegre. Fonte: O Estado de S.Paulo - Marina Gazzoni.

Tags: