Canal
Geral

<!--:pt-->Rafael Liporace fala do mundo acadêmico promocional<!--:-->

Por: 0 11 de Março de 2010

Formado em Comunicação Social pela ESPM, com especialização em Marketing Estratégico pela UFF, Rafael Liporace é sócio-diretor geral da Biruta Mídias Mirabolantes, empresa que atua no mercado de mídias alternativas e ações diferenciadas de comunicação, onde conquistou vários prêmios.  É professor de pós-graduação de Comunicacao e Novas Mídias da ESPM e, nesta entrevista ao Promoview, fala um pouco sobre o interesse dos acadêmicos pelos cursos de Comunicação e Marketing. Promoview: A cada ano aumenta a demanda pelos cursos na área de Comunicação e Marketing. A que você atribuiu este interesse? Rafael Liporace: A percepção de todos os players que estão nesta área empresarial, como forma de se diferenciar da concorrência e chegar ao consumidor de forma única, fazendo com que aumentem seus ganhos. Promoview: Esses cursos atendem às expectativas dos alunos, ou há algum número a ser considerado de desistência. Rafael Liporace: Em sua maioria sim. Quando estamos falando de escolas de alto nível, como a ESPM na qual sou professor, com certeza atende e muito à expectativa. Porém, com o aumento descontrolado de cursos e instituições, isso às vezes fica realmente comprometido. Aí sim gera desistência, insatisfação e o conhecimento não se difunde. Promoview: Como o marketing promocional é abordado nesses cursos? Rafael Liporace: Como uma disciplina e abordando os principais conceitos e ferramentas. Eu costumo falar que não é algo superficial, mas sim um overview de tudo que podemos fazer neste setor, seus prós, contras, características, oportunidades, perigos, desafios. Enfim, o objetivo é deixar claro ao que se refere o tema e ainda deixar um gostinho de quero mais nos alunos para que eles se motivem a buscar mais conhecimento. Promoview: Qual a média de interesse dos alunos por parte deste tema? Rafael Liporace: Cada vez maior, visto que é um mercado em amplo crescimento e, em função dos últimos grandes trabalhos realizados no País e os estudos desenvolvidos pelo Ibope, que colocam essa atividade numa curva crescente de investimentos. Promoview: O mercado brasileiro tem espaço para o grande número de novos profissionais que se formam todos os anos? Rafael Liporace: Com certeza! Uma excelente saída é, sem dúvida, empreender e ajudar a aumentar os postos de trabalho e oportunidades neste setor. Na ESPM, por exemplo, estamos lançando este mês o Núcleo de Empreendedorismo, onde vamos ajudar os jovens a colocarem as duas ideias de negócios para frente e começar a mudar um pouco esse cenário. Promoview: De que forma a Biruta Mídias Mirabolantes recebe este novo profissional? Rafael Liporace: Entendendo que ele teve um conhecimento acadêmico bastante relevante e que precisamos aliar isso à capacidade de "fazer" do mesmo. Aliamos a inteligência com a vontade de fazer algo novo e usamos o brilho no olho desse jovem de maneira positiva para que ele possa colocar em prática tudo o que viu nos bancos universitários. Não queremos profissionais completos na Biruta, queremos desenvolver um "biruta" com o nosso DNA. Promoview: Um "talento" nasce pronto, ou é possível fazer um em quatro anos de faculdade? Rafael Liporace: Nunca. Os quatro anos de faculdade ajudam e muito na formação e digo que isso é o alicerce de qualquer profissional, mas os desdobramentos da sua carreira, das suas referências, dos seus objetivos é que fazem com que os profissionais se diferenciem e possam estar pronto para esta selva que é o mundo empresarial, ainda mais no setor promocional. Promoview: Há a possibilidade de um curso superior de Marketing Promocional? Rafael Liporace: Acredito que ainda não, porém, temos que ficar sempre de olho em como isso pode acontecer. Acho que ter um curso superior é algo de muita responsabilidade e tem que ser feito um trabalho de longo prazo até termos maturidade de mercado para isso, para ser duradouro e não uma iniciativa que dure uma turma. Uma das maneiras é começar com cursos mais rápidos, focados em ver a aceitação do mercado, o conhecimento gerado e aí sim fazer uma escada de crescimento. Este ano, a ESPM lançará no Rio de Janeiro um curso intensivo de marketing promocional, com duração de 90 horas (em média três meses, com aulas duas vezes por semana), abordando todos os pontos desta atividade e capacitando este mercado para as oportunidades que estão aparecendo como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

Rafael Liporace.

Tags: