Canal
Geral

Quando oito é o infinito do conteúdo Live

Por: 0 19 de Agosto de 2014

Todo mundo sabe do meu carinho pelo Promoview. Vou além. Todo mundo sabe que leio o Promoview diariamente para ficar em dia com o que acontece no nosso mercado. A afirmação, que pode parecer tola, tem um sentido especial hoje. Há oito anos, um sonho fez surgir o canal mais verdadeiro e significativo do marketing promocional. Como disse no meu texto da semana passada, só quem mantém o espírito de criança é que pode transformar sonhos em realidade (Reveja aqui). A criança que existia num guri grande, colorado, do Sul, vislumbrou o mundo do marketing promocional como conteúdo, negócio e realização. Ele investiu sua vida nisso e construiu muito mais do que pensava. Hoje, o Promoview é uma realidade que incomoda. Incomoda quem não gosta do Live, quem torce contra o nosso mercado, quem não entende que os caminhos que levam ao sucesso no mercado da Comunicação passam por nós. logo 8anos Nesses oito anos, agências Live ganharam espaço que nunca tiveram, sem pagar, em outros periódicos, que se diziam de Comunicação, mas estavam, e sempre estiveram, a serviço de segmentos da Comunicação. No Promoview, nunca fomos o Bellow, já surgimos o Marketing Promocional. Quem quer fazer uma monografia, um texto acadêmico sobre nossas ferramentas ou conhecer um pouco da história da gente, não tem outro jeito: tem que ler os inúmeros textos, notícias, artigos e coberturas feitos pelo Promoview, ao longo desse tempo, que se transformaram na time line do Live Marketing e do Marketing Promocional. O chato mesmo é que, a par de desavenças e opiniões contrárias, há quem não entenda e reprove o site com argumentos sem base e questões pessoais. Ok, há divergências, às vezes, fundamentadas entre pontos de vista e interesses. Mas como podemos, em sã consciência, deixar de lado o Promoview e investir em concorrentes que não nos destacam e custam caro? Não dá pra entender que na hora de dar a notícia do case e da ação o Promoview seja o veículo ansiado, mas, na hora de investir na Comunicação da Agência de fazer o anúncio, seja outro, supostamente mais lido pelo cliente. Quem te disse que o cliente do outro procura nele as Agências Live? Quem te disse que o cliente não está aqui, à procura dos cases e ferramentas Live e, não se depare com sua marca, com seu case, com sua expertise? O Promoview não parou um segundo de inovar, crescer e mudar na busca de um caminho que nos engrandecesse. Do Produtores Promoview, passando pela cobertura de Cannes e de grandes eventos, das matérias internacionais ao apoio a grandes eventos Live, como o Brazil Promotion, do Anuário, seguramente lido pelos principais clientes e universidades brasileiras, passando pelos artigos e textos escritos pelos principais players do nosso mercado, até o Promoview Play, ele se reinventa e faz da palavra inovação mais que um simples termo. Hoje, terça-feira, dia 19 de agosto, me sinto orgulhoso de fazer parte dessa história e fiz do meu texto homenagem e desabafo, relembrando bons momentos. Quero, ao mesmo tempo, fazer justiça a gente profissional e competente que ajudou a escrever essa história e registrar agradecimentos. Sei que posso esquecer alguns, mas sei que vocês me ajudarão nisso. Lembro do João Riva, da Marina Pechlivanis, do Andres Acera, do Edmundo Monteiro, do Cristiano Augustinho e da minha eterna parceira-guru-mestra Ariane Feijo com seus textos, coberturas e trabalho. Não posso esquecer das meninas e rapazes da redação, da pauta e do comercial, das agências parceiras que patrocinam o site e os espaços e dos grandes profissionais que enviam textos, nem da Ampro. Também não posso deixar de falar de você leitor, razão final dos nosso textos, notícias e posts. Você que, a cada ano, provoca novos recordes de leitura e acesso a nos honrar e a nos consolidar. Por fim, minha homenagem ao cara que criou isso tudo. Amado por alguns, odiado por outros, o que faz parte, claro, da vida de quem faz da notícia e do conteúdo o seu ganha pão e que não pode errar, porque sua vida é o seu trabalho. De temperamento difícil, pra quem não quer uma resposta imediata ou uma decisão inusitada, típica de quem escreve sua própria história, já tivemos as nossas rusgas. Normal também. Somos parecidos no que diz respeito aos sonhos e ao que temos que dizer. Vamos lá e falamos, passionais que somos! Quando o Promoview completa oito anos, tenho que reconhecer que, tal qual um personagem que ele mesmo criou, a mágica está feita, é realidade, e ninguém pode tirar dele o mérito de tê-la feito. Hoje, o Promoview deita o oito e faz desse espaço o infinito. Sim, porque não tenho a menor dúvida de que o Promoview fez história, está na nossa história e não morre nunca mais. [caption id="attachment_414556" align="alignleft" width="560"]Julio Feijó Neto, criador do promoview Julio Feijó Neto, criador do Promoview.[/caption] Transformou-se num livro, cheio de conteúdo, que se renova, vivo, todo dia, e nos traz para dentro dele na leitura, ativa, interativa e receptiva, nas mídias sociais, na imagem, e agora no som. Julio Feijó, esse texto é para você e seu filho, nosso tão grato membro da família, o Promoview. E para todos os que passaram por aqui e estiveram a seu lado nesse caminho. Para quem já foi, ficou ou virá. Para o futuro que nós veremos de outro plano num Live momento.  Eu sei que, dificilmente, alguém vai escrever um texto de homenagem assim. Uns, porque não se sentirão à vontade, outros porque acharão que se o fizerem, estando dentro do Promoview, podem parecer que fazem auto bajulação. Eu não tô nem aí. A homenagem é justa e é o que senti vontade de escrever. Pronto, fiz.   Julio, só você poderá dizer: Eu sonhei um mundo Promo que ninguém viu. Eu sonhei e fiz o Promoview.  

Tags: