Canal
Geral

Prosocialbrasil apresenta "Sapatilhas da Transformação"

Por: Prosocialbrasil. 16 de Novembro de 2015

A Prosocialbrasil, associação sem fins lucrativos, anuncia o lançamento do projeto “Sapatilhas da Transformação”. O curso de formação de balé destinado a crianças de famílias de baixa renda acontecerá na sede da entidade, localizada na Vila Liviero, macrorregião do Ipiranga – Zona Sul da Capital paulista.

Por meio do balé e atividades complementares, a entidade desenvolverá a promoção da dança como meio de inserção socioeducacional para 120 meninas de quatro a 17 anos de idade. Dois eixos principais norteiam o projeto: o acesso à dança como instrumento de integração e agente cultural e o aprofundamento teórico e educacional.

Os grupos de alunas terão contato com apresentações de música e dança, além de discussões temáticas, pesquisa de coreografias e preparação para apresentação final do curso para estimular o aprendizado e crescimento intelectual.

Para o fundador da Prosocialbrasil, José Roberto Dupont, o balé oferece características importantes para formação do cidadão. “A dança colabora para a formação do caráter, com princípios éticos e morais, além de acesso à cultura projetando um futuro diferente para essas crianças.”, diz.

Ainda segundo Dupont, “Sapatilhas da Transformação busca mais que a condução ao ensino da dança. O projeto é antes de tudo uma ferramenta baseada em uma atividade lúdica para estimular a integração social.”, enfatiza.

Processo de Seleção

Realizado por uma equipe específica composta por assistente social, psicóloga e bailarina avaliadas pela metodologia IFP (Inventário Fatorial de Personalidade), o processo de seleção considerará quesitos como faixa de renda familiar – máximo de três salários mínimos – e a freqüência regular às escolas públicas.

“Tomamos o cuidado de preparar uma equipe multidisciplinar capacitada a acompanhar a realidade dessas crianças e interagir de forma positiva, contribuindo para a formação pessoal”, esclarece o diretor da Prosocial Brasil.

Do total de 120 vagas disponíveis metade será destinada a alunas bolsistas – com isenção total da mensalidade. O restante será pagante. As aulas serão ministradas as segundas e sextas-feiras com duas horas de duração cada empregando a metodologia do Royal Academy Ballet – uma das mais influentes organizações de ensino e prática de dança no mundo que combina métodos e técnicas de dança franceses, italianos e russos em um estilo único.

“Ao encaminharmos essas meninas para o balé colaboramos para a interrupção do ciclo da família. Ou seja, elas ganham consciência do corpo, têm acesso ao conhecimento e se afastam da gravidez precoce. Passam a sonhar com um novo futuro. E as sapatilhas de balé transformam suas vidas.”, diz Dupont.

Com apoio do Magazine Luiza (o projeto foi selecionado entre inúmeros apresentados à varejista) e o Ministério da Cultura, o projeto “Sapatilhas da Transformação” está com as inscrições abertas para o processo seletivo. Mais informações aqui.
 
 

Tags: