Canal
Geral

Promoview entrevista os novos dirigentes da Ampro

Por: Redação Promoview. 30 de Novembro de 2015

Foi definida na manhã de hoje (30/11) a nova diretoria da Ampro – Associação de Marketing Promocional. A Assembléia Geral aprovou a Chapa Única que comandará os rumos do mercado promo brasileiro no biênio 2016-2017, desta vez, com uma novidade.

Foi criado o cargo de chairman, cujos principais desafios são reposicionar a entidade no mercado de comunicação, agregar valor às disciplinas e equipe, aproximação maior com agências, veículos, fornecedores, outras associações e órgãos do governo.

Celio Ashcar Jr. será o primeiro ocupante do novo cargo e Wilson Ferreira Jr. assume a presidência da Associação de Marketing Promocional.

Celio Aschar Jr. e Wilson Ferreira Jr.

Promoview conversou com eles, e você confere nesta entrevista conjunta a visão de ambos para os novos caminhos que serão trilhados pelo mercado de live marketing.

Promoview:  O que te levou a tomar a iniciativa em participar da direção da Ampro?

Célio Aschar Jr.:  Eu não considero uma iniciativa, e, sim, uma atitude. Acredito que a Ampro tem um papel fundamental, relevante e importante no mercado de comunicação. Sou um empresário apaixonado por live marketing. Dedico 22 anos da minha vida e 100% do meu tempo para colaborar com o sucesso e crescimento do mercado. Agora, acho que posso contribuir mais ainda, ao lado dos demais companheiros, num movimento de valorização e regularização da Ampro.

Wilson Ferreira Jr.: As gestões lideradas pelo Kito Mansano, que se encerram agora, foram um ponto de inflexão na trajetória da Ampro. A associação foi fundada há 22 anos por profissionais representativos do mercado então de “marketing promocional”. Mas do final dos anos 90, até a primeira eleição do Kito, conheceu um período no qual foi conduzida por profissionais do ramo, certamente, mas que não representavam as agências mais ativas, que atendem os maiores clientes. Diria mesmo que a porção mais representativa do mercado estava distante da entidade e não se enxergava nela.

Quando Kito assumiu, essa situação mudou. Acompanhei de perto e participei da gestão do I Congresso Brasileiro de Live Mkt e ali percebi que os players mais significativos começavam a voltar para a órbita da Ampro. Já neste segundo mandato dele, tive o prazer de integrar a diretoria, como vice-presidente de desenvolvimento setorial. Pude, então, acompanhar ainda mais de perto o trabalho da entidade e entender o potencial que ela tem para ajudar a fazer um mercado mais forte, maduro e saudável, desde que conte com a participação efetiva de quem faz diferença no live marketing do Brasil. Afinal, a Ampro somos todos nós e a efetividade da ação da entidade será tão maior quanto mais associados participarem de suas atividades.

Foi esse sentimento, aliado ao apoio de vários outros empresários de nosso setor, que me trouxe aqui.

Clique e assista a declaração de Célio Ashcar Júnior para audiência do Promoview

Promoview: À frente da Associação de Marketing Promocional (Ampro), quais serão – em sua opinião – os maiores desafios da entidade para 2016? Há algum objetivo que merece ser destacado, alguma ação a médio, curto ou longo prazo?

Célio Ashcar Jr.: Esta nova gestão tem vários objetivos e missões. Mas, sem dúvida, o principal objetivo é criar um movimento de valorização de nosso mercado por meio de ações consistentes e pertinentes. Temos que chamar toda a cadeia envolvida ( agências, profissionais, clientes, fornecedores, veículos , universidades e entidades) para conversar e juntos construir a evolução do nosso mercado. Temos que estar prontos para evoluir sempre. 

Wilson Ferreira Jr.: Eu tenho exatos 20 anos de atividades no mercado de live marketing. Minha formação e primeiros dez anos de atuação profissional estiveram ligados ao jornalismo. No meu entender, os maiores desafios da entidade são aqueles expressos na plataforma de gestão que apresentamos quando registramos a chapa da futura diretoria nacional. Estão divididos em cinco tópicos, a saber: trabalho institucional para levar o valor percebido da indústria de live marketing ao nível compatível com sua importância estratégica para as empresas contratantes; a criação de conteúdo e benefícios tangíveis para os associados, profissionais e estudantes por meio da ação dos comitês temáticos, dos grupos setoriais e do GEA (Grupo de Estudos Acadêmicos); os projetos especiais, que incluem a evolução do Congresso Brasileiro de Live Mkt e a criação do Festival de Criatividade e Planejamento, em anos alternados; a evolução da governança e representatividade, com a atuação coordenada do chairman e do presidente no sentido de fazer a Ampro mais presente nos mercados fora do eixo Rio-SP; e, finalmente, o trabalho de longo prazo das ações estruturantes, que são a busca pela autorregulamentação do mercado de live marketing, a luta pelo fim da bitributação e a demanda por uma legislação trabalhista mais moderna, que contemple relações mais adequadas ao mundo contemporâneo.  

Clique e assista a primeira declaração de Wilson Ferreira Júnior como presidente da Ampro

Promoview: Encerrou-se uma gestão importante na Ampro, comandada por Kito, que realizou várias ações em prol do mercado. O que ficou de positivo e será aproveitado e o que deve ser modificado na sua gestão?

Célio Ashcar Jr.: A gestão da atual diretoria liderada pelo Kito teve um papel importante de resgatar e unir as principais lideranças do mercado. Sei que foi um trabalho difícil, mas vitorioso. A realização dos dois Congressos foi uma conquista importante. A nova gestão vai continuar com estas conquistas e evoluir na busca de novas conquistas.

Wilson Ferreira Jr.: De muito positivo ficou a gênese desse movimento que trouxe de volta para a entidade os players mais representativos do mercado, e uma série de ações como a relação estreita com a CEF que redundou em processos mais ágeis de aprovação de promoções, a criação do Congresso Brasileiro de Live Mkt, o programa Live Marketing na Universidade, que é muito ativo, a organização administrativa da entidade. Não julgo que haja algo para ser modificado. O que há, sim, é muito trabalho a ser concluído, e evoluções possíveis em relação a uma base muito boa que a diretoria atual nos deixa. 

Promoview:  Quais fatores levam você a acreditar que as agências que trabalham exclusivamente no planejamento, criação e produção das ações de live marketing continuarão existindo e não serão absorvidas pela indústria da propaganda tradicional?

Célio Ashcar Jr.:Eu acredito em comunicação de resultado. Nunca fui movido a briefing e sim a resolver o problema ou desafio do cliente de forma encantadora e assertiva. Hoje, a verdadeira comunicação extrapola linhas, formatos e territórios. Temos que estar preparados para atuar de forma inovadora, ágil e assertiva. Tenho a certeza que as agências de live marketing  são as melhores preparadas para o novo e inovador. Somos desafiados diariamente. Nunca fomos limitados a pensar em "segundos de televisão " ou  em "tamanho de página", mas a pensar qual a melhor e inesquecível experiência que o consumidor vai ter com a marca e o produto. 

Wilson Ferreira Jr.: Curiosa premissa, com a qual não concordo. Mais fácil nós as absorvermos no futuro. Até porque o mercado de propaganda tradicional no Brasil vive o questionamento de seu próprio modelo de negócio, enquanto vemos as verbas migrarem cada vez mais da propaganda tradicional para o live marketing e seu irmão de sangue, o digital.  

Promoview: É notória a entrada de agências de publicidade concorrendo com agências especializadas em live marketing, não só em São Paulo, mas em todo o País, com grande vantagem para as primeiras que detém o principal contato com os clientes. Que conselho você, como presidente da Ampro e diretor de agência especializada dá para estes empresários, em grande parte associados da entidade?

Célio Ashcar  Jr.: Se outros mercados estão tentando fazer live marketing é porque sabem da importância e relevância dele. Eu não me incomodo com isso, pois o cliente sabe diferenciar quem quer fazer de quem sabe fazer. 

Wilson Ferreira Jr.: O primeiro conselho que dou, respeitosamente, é que não acreditem no enunciado de sua questão. Eu vivo a realidade do nosso mercado, faço questão de estar muito presente em nossos clientes, e apesar de admitir com naturalidade que o acesso das agências de propaganda tradicional costuma ser mais qualificado que o nosso, enxergo que os clientes distinguem muito claramente as especialidades. O conselho que dou aos empresários de nosso setor é que trabalhem diuturnamente para valorizar nossa atividade e demonstrar na prática o valor estratégico que o live marketing tem para os clientes. Somos muito mais importantes e nossas ações têm um nível muito mais de protagonismo do que percebe o senso comum.

Promoview:  As agências coligadas, fornecedores de primeira grandeza das agências promo de São Paulo formam um bloco à parte no segmento de marketing promocional. O que você pretende fazer com relação às atividades deste grupo?

Célio Ashcar Jr.: O mercado de live marketing é um só, e, como todo mercado, é formado de vários segmentos. Temos as agências, os profissionais e os fornecedores. Temos que fazer todos estarem alinhados numa relação sustentável e unida. Sou contra blocos, guetos e grupos. Temos que pensar no mercado como todo.

Wilson Ferreira Jr.: Dois caminhos muito claros: à medida que conseguirmos fazer a Ampro mais presente no dia a dia dos mercados regionais, como estamos fazendo já atualmente com o workshop de valor e o roadshow do Congresso Brasileiro de Live Marketing, qualificaremos cada vez mais os empresários e profissionais de todo o Brasil, independente de sua inserção geográfica. O outro caminho é a valorização de profissionais e potencial de execução das empresas de live marketing fora do eixo Rio-SP. Hoje já se cria, produz e executa projetos de grande envergadura localmente. Há cases fantásticos, que precisam ser melhor divulgados para que muitas das agências hoje coligadas passem a gerar conteúdo próprio (sem abrirem mão do apoio que dão atualmente às grandes agências do Sudeste).

Promoview:  A ação tributária que o escritório contratado pela Ampro ajuizou, tem dado poucos resultados e a reclamação dos associados é grande. O que será feito a respeito disso?

Célio Ashcar Jr.: Não podemos julgar sem conhecer a causa. Vivemos num País burocrático e com leis ultrapassadas. Temos que ter paciência e continuar a luta.

Wilson Ferreira Jr.: Há a tradicional morosidade da justiça brasileira. Hoje a ação está no STF, e aguardamos para breve uma decisão. Se nos for favorável, excelente. Caso contrário, empreenderemos imediatamente novas atividades nos sentido de continuar a luta. Porque a injustiça da bitributação salta aos olhos. E há de ser corrigida.

Promoview:  Qual a sua opinião sobre a relação dos eventos com a sustentabilidade? Existe algum levantamento da Ampro em relação a isso? (Agências que compram crédito de carbono, que realizam projetos de reciclagem, que apoiam iniciativas nesta área, etc.).

Célio Ashcar Jr.: Como empresário, sempre vou apoiar e disseminar projetos sustentáveis, mas lembro que os projetos que executamos são dos clientes. Nos projetos que realizamos de endomarketing na aktuellmix, sempre temos a preocupação com causas sustentáveis. Em relação sobre algum levantamento da Ampro só poderei te responder em 2016.

Wilson Ferreira Jr.: Não é apenas minha opinião, é uma percepção clara sobre a evolução de nossa atividade, que está linkada ao que acontece em termos de evolução da própria sociedade. A questão da sustentabilidade é cada vez mais importante, sensível e parte da agenda. Humildemente, admito que a Ampro não tem um estudo organizado e atualizado sobre o assunto. Obrigado pela dica!

Promoview: Não existem fórmulas para garantir o sucesso de uma campanha/ação de live marketing. Mas quais são, hoje, os pontos cruciais para colocar em campo a melhor estratégia?

Célio Ashcar Jr.: Para criar uma estratégia precisa saber do desafio. Nosso mercado não é feito de fórmulas prontas. Cada projeto requer uma solução customizada. Mas eu acredito que o aprofundamento e entendimento do negócio do cliente já é meio caminho andado para uma boa execução. 

Wilson Ferreira Jr.: Os pontos de hoje são os mesmos de ontem e anteontem. Estar certo de ter um bom briefing em mãos, ter a estrutura necessária e os talentos adequados para criar, produzir e implantar projetos que respondam a ele com qualidade, e fazer tudo isso apaixonadamente e profissionalmente. 

Promoview: Em tempos de virais de sucesso na internet e com a popularização cada vez maior das redes sociais, como essas plataformas passaram a ser analisadas e estruturadas pelos profissionais da área de live marketing? É uma realidade bem assimilada ou ainda falta muito para serem bem exploradas?

Célio Ashcar Jr.: Digital é live marketing. Somos o único mercado que consegue atuar em todos os pontos de contato. Estamos no contato direto com o consumidor. Criamos experiências entre pessoas e marcas, seja onde e qual universo for. Temos respostas imediatas. Isto é live marketing.

Wilson Ferreira Jr.: O digital, no qual estão inseridas as redes sociais e plataformas as quais você se refere, é o irmão do live marketing. Hoje as telas dos tablets e smartphones são extensões dos corpos das pessoas. Por isso, quando falamos de experiências ao vivo com marcas, as conexões digitais obrigatoriamente estão inseridas nesse contexto. Falta muito para serem bem exploradas? Siiimmm. Mas digo o mesmo em relação ao uso que a propaganda tradicional faz do digital, e que as próprias plataformas digitais fazem de si mesmas. Esse é um mundo de bases fluídas, que muda todo dia. É avassalador. Então, não tem quem possa dizer que domina esse animal. Assim como não haverá como viver sem ele. O que tenho muito claro é que o segmento mais alinhado conceitualmente ao digital é o live marketing.

Kito Mansano encerra mandato e conversa com Júlio Feijó sobre a transição. Assista !

Tags: celio-ashcar | aktuellmix