Canal
Geral

Promo do Globo Ecologia leva universitário ao Inpa

Por: 0 1 de Julho de 2011

O programa Globo Ecologia pode levar um estudante universitário para conhecer a Amazônia e o trabalho do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). A ação promocional é dirigida a jovens universitários, com idade entre 18 e 25 anos, matriculados em cursos relacionados ao meio ambiente, como Engenharia Florestal, Agrícola e de Agrimensura, Ciências Agrícolas, Geografia, Geologia, Zootecnia, Medicina Veterinária, entre outros. As inscrições vão até 04/07 no site.

O vencedor da ação promocional viajará para o Inpa, onde ficará cinco dias hospedado no alojamento da instituição, além de ganhar uma câmera fotográfica e um aparelho de GPS. A visita também será tema de um episódio da atual temporada do programa, que é exibido aos sábados, na TV Globo, e às segundas, no Canal Futura. Para concorrer à viagem, o candidato deve entrar no site do Globo Ecologia e responder perguntas sobre o programa e sobre o interesse em participar da promoção, citando quais experimentos, visitas e entrevistas gostaria de realizar no Iinpa. As fichas serão analisadas por uma banca examinadora e o nome do vencedor será divulgado no dia 11/07. A viagem acontece em julho. Saiba Mais Órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, o Inpa foi criado em 1952 e implementado em 1954. Realiza estudos científicos do meio físico e das condições de vida da região amazônica com o propósito de promover o bem-estar humano e o desenvolvimento sócio-econômico regional. Atualmente, possui quatro grandes coordenações – Tecnologia e Inovação, Dinâmica Ambiental, Biodiversidade e Sociedade, Ambiente e Saúde – e pesquisas em andamento em toda a Região Norte, principalmente em seus três núcleos de pesquisas (Porto Velho, Boa Vista e Rio Branco). O Inpa tem acordos técnicos científicos mantidos com as principais instituições de pesquisas, universidades do Brasil e do mundo, entre elas, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Tags: