Canal
Geral

Programas de hospedagem vão compensar a falta de leitos

Por: 0 16 de Abril de 2012

P ara compensar a falta de vagas em hotéis durante os grandes eventos nos próximos quatro anos, as prefeituras do Rio de Janeiro e de Niterói preparam um programa conjunto de incentivo à "Hospedagem Solidária" (gratuita) e ao modelo "Cama e Café" (pago). A expansão da rede hoteleira dos municípios e o consequente fomento do setor turístico é uma das ações integradas entre os municípios. Na reunião da última quinta-feira (12/04) , secretários dos dois municípios costuraram a parceria. Preocupa a proximidade de eventos como a Rio+20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, em junho. [caption id="attachment_187455" align="aligncenter" width="580" caption="Rede hoteleira do Rio de Janeiro precisa ser ampliada."][/caption] A estimativa de público é de 50 mil pessoas, vindas de delegações de diferentes países. A dificuldade de hospedagem para esse evento é apontada pelo setor hoteleiro e já foi admitida pelos governos estadual e municipal. Os hotéis que estão sendo construídos na capital só ficarão prontos a tempo de atender a demanda da Copa do Mundo de 14 e das Olimpíadas de 16. Interlocutor da prefeitura de Niterói, o secretário de Governo, Comte Bittencourt, ressalta que a cooperação mútua no setor de turismo já existe entre os dois municípios, com a divulgação da agenda "Maravilhas do Rio" e Niterói, em feiras e eventos. "É bom destacar que não queremos competir com o Rio no turismo. A ideia é que o turista que visite a capital reserve ao menos um dia para conhecer Niterói e, com isso, fique mais tempo hospedado. Com relação à hospedagem solidária, estamos buscando alternativas para os grandes eventos, e Niterói, devido à sua proximidade com o Rio, não pode ficar de fora", declara Bittencourt. A professora dos cursos de Tecnologia em Hotelaria e Turismo da UFF, Lúcia Silveira Santos, acredita que o incentivo à hospedagem solidária é bem-vindo, mas lembra que ele precisa ser respaldado por investimentos em capacitação. Contudo, a especialista alerta que, ao menos para a Rio+20, pode não haver tempo hábil para a implantação de um programa. Mais do que atender à demanda dos grandes eventos, a expansão da rede hoteleira de Niterói é apontada como fundamental para equacionar o déficit de hospedagens no município, que tem vocação para o turismo de negócios. Previsto para ser inaugurado até o final do ano, o Hotel da Praia das Flechas é uma das apostas para aumentar a capacidade receptiva. Hoje, a cidade conta com 1.600 leitos e, como o novo hotel, passará a ter 200 a mais. Fonte: Agência O Globo/Lívia Neder.

Tags: