Canal
Geral

Product placement conquista o cinema e a imprensa mineira

Por: 0 18 de Junho de 2014 03:31

Muitas marcas, mesmo que já mundialmente conhecidas, ganham nova importância e têm os seus valores reforçados ao serem inseridas na trama dos filmes. A bola de vôlei Wilson no filme Náufrago, as marcas de automóveis e relógios utilizadas em cenas na série de filmes James Bond, sem deixar de citar a marca de champanhe Dom Pérignon, sempre consumida pelo personagem principal e oferecida às Bond Girls, são exemplos clássicos. Agora, a técnica de product placement chega ao mercado mineiro por intermédio do filme “O Menino no Espelho”, adaptação de livro homônimo do escritor Fernando Sabino, realizada pela produtora Camisa Listrada. E a agência responsável pela inserção das marcas é a agência belo-horizontina Popcorn Comunicação.

Imagem: Divulgação.
[caption id="attachment_403352" align="aligncenter" width="562"]Mateus Solano em cena do filme "O menino do espelho". Mateus Solano em cena do filme "O Menino no Espelho".[/caption] “O product placement apresenta uma conexão emocional mais forte com o consumidor do que nas propagandas tradicionais e coloca as marcas em situações de grande visibilidade, pois possui várias possibilidades de impacto - cinema, TV aberta e fechada, DVD, internet etc.”, ressalta o diretor de novos negócios da Popcorn, Fred Albuquerque. “Além disso, permite uma assimilação mais contextualizada dos produtos e marcas, cria valor para os anunciantes ao associá-los a conteúdos de prestígio, rompe a barreira da saturação da mensagem publicitária nas mídias tradicionais, favorecendo-se do estado de concentração do espectador e permitindo maior percepção da mensagem, e reforça o compromisso social da marca ao associá-la a um produto cultural de valor”, acrescenta Fred. Baseado nas memórias e fantasias da infância de Sabino, “O Menino no Espelho” é um novo gênero literário para ser lido tanto por crianças quanto por adultos, criado com a maestria de sempre por esse que foi um dos maiores escritores mineiros do Século XX. Com mais de 70 edições, o livro é adotado até hoje em inúmeras escolas por todo o Brasil, sendo uma forte referência de “livro da infância” para uma geração de adultos. O Produto A aparição da marca Estado de Minas acontece em uma cena em que o ator Mateus Solano, pai do protagonista, lê o jornal em sua casa. “O Estado de Minas é um jornal secular e que representa nosso Estado mais do que qualquer outro veículo de comunicação”, diz o diretor de criação da Popcorn, Leo Sevaybricker. “Considerando que a história se passa no final dos anos 30 e que é uma obra-prima de um dos maiores escritores mineiros, nada mais natural do que a aparição do jornal de forma orgânica, natural e contextualizada no filme, sem aquela artificialidade que é o que costuma separar muitas vezes o merchandising tradicional do product placement”, completa Leo. Pelo fato de esse tipo de inserção ser crível e natural no conteúdo de um filme, é fortalecida a conexão emocional entre marca e consumidor, além de criar um efeito residual para a marca, uma vez que ela fica eternizada no produto e em todas as suas plataformas. Isso contribui para a diversificação do mix de comunicação da empresa, atrelando a sua imagem a um produto cultural de qualidade.

Tags: