Canal
Geral

Premiação em Cannes: Por que a surpresa?

Por: 0 1 de Julho de 2013

Por Antonia Goularte Um dos fatos que mais chamou a atenção de quem esteve presente na edição do Cannes Lions 2013, foi em relação à quantidade de cases relacionados a ações sociais que conquistaram Leões. Destaque para a Ogilvy, que levou o Grand Prix com “Imortal Fans”, para o Sport Club Recife. Para quem está nesse mercado há sete anos, nada do que se viu lá pode ser considerado novo, isso porque, Promoview abriu espaço para publicações de ações, sejam de cunho social ou relacionadas ao meio ambiente, há muito tempo, porque viu nesse segmento um ponto alto da relação entre marca e consumidor, ou seja, o verdadeiro marketing promocional.

Entre os cases apresentados em nossas páginas, podemos citar o “Dedo Corredor” (Veja aqui), ação realizada em Florianópolis (SC), pelo Hospital A. C. Camargo, para mostrar a importância do exame preventivo do câncer de próstata.

O Núcleo da Mama, de Salvador (BA), queria chamar a atenção da população sobre a Campanha Mundial de Combate ao Câncer de Mama, o Outubro Rosa. A agência Marcativa encarou o desafio e criou uma ação descontraída, levando o engajamento da campanha para dentro do campo de futebol, e, o resultado, foi os jogadores do time do Bahia entrando em campo vestidos com camisas cor-de-rosa.

 Outro exemplo que podemos citar é o projeto “Sangue Corinthiano”,  idealizado e promovido pela torcida do Corinthians, que tem como objetivo conscientizar a população do País sobre a importância da doação (Veja aqui).

[caption id="attachment_279559" align="aligncenter" width="300"] Jogador Paulinho foi o embaixador da campanha.[/caption] Outro case que foi destaque nas páginas do Promoview foi a do Vitória, time de futebol da Bahia. Ele decidiu retirar a cor vermelha do seu uniforme. A campanha “Meu sangue é rubro-negro” teve a missão de incentivar os torcedores do clube a doarem sangue para devolver a cor vermelha ao uniforme. Vale a pena relembrar aqui. [caption id="attachment_208496" align="aligncenter" width="562"] Vermelho voltou ao uniforme do Vitória gradativamente (Foto: Reprodução/Divulgação).[/caption] Poderíamos citar muitos outros, mas, para quem nos acompanha diariamente, isso não se faz necessário. Mostramos apenas esses para tentar encontrar uma resposta para a baixa participação de agências especializadas em Cannes. Isso sim, é que deveria causar surpresa. Para muitos, o case “Imortal Fans” é muito simples. Mas, quem disse que uma boa ação tem de ter uma superprodução por trás? Gastos exorbitantes? O objetivo principal do marketing promocional é unir marca e público, só esse segmento é capaz de fazer isso.

Portanto, está na hora das agências especializadas reverem os seus conceitos do que vem a ser um case “digno” de participar de um festival importante como o Cannes Lions. Só assim pode ser que elas parem de perder espaço para as de publicidade. É a velha máxima: “Não sabendo o que era, foi lá e fez”. Parabéns às agências que não tiveram medo de ousar, com o simples, e que conquistaram Leões. Que venha 2014! Preferencialmente com uma nova mentalidade do mercado promocional brasileiro.                

Tags: