Canal
Geral

Pedido por comando de voz é a novidade da Domino's

Por: 0 13 de Outubro de 2014

Inovar é sempre bom. Independentemente de qual mercado de atuação de uma marca, apresentar novidades é sempre uma forma de atrair novos clientes. A Domino's sabe muito bem disso, e, a partir de agora, os clientes poderão fazer seus pedidos por comando de voz. Para quem tem preguiça de digitar quando usa o celular, a Domino’s tem uma solução: pedidos feitos por comando de voz. A rede de pizzarias acaba de apresentar Dom, novo sistema de comando de voz que funciona da mesma forma que Siri, da Apple, respondendo a perguntas dos usuários. A campanha que divulga o aplicativo foi criada pela CP&B, da MDC, e estreou domingo no intervalo dos jogos da NFL, nos Estados Unidos. dominos pedidos por comando de voz O aplicativo é o primeiro na indústria de restaurantes a oferecer o serviço. A Domino’s lançou uma versão para teste em junho, mas a divulgação ocorreu só agora. A ferramenta foi desenvolvida pela Nuance Communications, especialista em ordenamento por voz. Esta não é a primeira vez que Domino’s lança esse tipo de tecnologia. Anos atrás, com a ajuda da CP&B, a cadeia de restaurantes apresentou um Rastreador de Pizza, que permite aos clientes encomendarem suas pizzas on-line e acompanhar o andamento de seu pedido desde quando vai para o forno até o caminho da entrega (Veja aqui). A Domino’s espera que os consumidores achem o Dom engraçado. Entre as frases que o aplicativo solta está “Minha mãe e meu pai me criaram direito”. Os comerciais de TV também incluem outras frases: Quando o ator pede ao Dom para cancelar suas reuniões matinais, Dom responde: “Que tal um encontro com pizza?”. De acordo com comunicado da empresa, Dom atende a uma série de necessidades dos clientes, como fazer um pedido para ser retirado ou entregue, salvar pedidos, sugerir mais ingredientes e ganhar cupons para ofertas. A rede investiu US$ 205 milhões nos Estados Unidos em mídias mensuráveis em 2013, de acordo com a Kantar Media, um crescimento de 3,6% em relação a 2012. Fonte: Advertsing Age.   CTA anuário

Tags: