Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Pará desponta para o cenário do turismo de negócios

Por: 0. 5 de Dezembro de 2014

O município de Marabá (PA) estará em breve apto a entrar no mapa de um mercado que movimentou quase R$ 210 bilhões em 2013 no Brasil. A cidade contará com um amplo Centro de Convenções e Feiras. Com o Hangar, em Belém, e o futuro Centro de Convenções de Marabá, o Pará começa a despontar como um dos destinos possíveis para receber o público corporativo. “O estudo coloca à disposição do mercado informações que são fundamentais para o planejamento dos negócios, para orientação de investimentos e para o governo definir com o empresariado políticas de desenvolvimento para o setor, cuja participação no PIB e arrecadação de tributos revelada pela pesquisa reforça a relevância e o impacto econômico dos eventos na economia brasileira.”, afirmou Anita Pires, presidente da Abeoc. [caption id="attachment_430172" align="aligncenter" width="562"]Perspectiva do Centro de Convenções de Marabá. Perspectiva do Centro de Convenções de Marabá.[/caption] Uma equipe técnica do governo do Estado esteve em Marabá fiscalizando o andamento das obras do Centro de Convenções. Com mais de 35 mil metros quadrados e área construída de 13,2 mil quadrados, divididos em quatro grandes blocos, o espaço terá praticamente o mesmo porte do Hangar, em Belém. “Marabá faz parte, assim como Conceição Araguaia e Tucuruí, de um polo turístico chamado Araguaia Tocantins. E o portão de entrada deste polo turístico é Marabá. O planejamento do Estado do Pará contempla um investimento em infraestrutura com a construção de um centro de eventos como indutor do desenvolvimento da região, por intermédio do segmento de eventos. Cursos de capacitação têm sido feitos tanto do ponto de vista dos empresários como do ponto de vista dos trabalhadores, até cursos de inglês já foram ofertados para taxistas em Marabá.”, afirma o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Goés. O Centro de Convenções de Marabá terá capacidade para receber até 15 mil pessoas em eventos simultâneos. O investimento é da ordem de R$ 22 milhões e contempla área administrativa, espaço para às feiras de negócios e eventos, teatro e área direcionada a auditórios, além de estacionamento projetado para aproximadamente 500 veículos. Para a execução da obra, estão sendo gerados quase 200 empregos diretos, além de movimentar a economia local. “Já temos todos os blocos finalizados em termo de estrutura. Estamos na fase de vedação de paredes. Algumas áreas já estão na fase de acabamento de piso e parede. Ao todo já temos cerca de 70% da obra concluídos. O projeto emprega 170 pessoas, a maioria mão de obra local, e o prazo de entrega é dezembro deste ano.”, informou o engenheiro responsável pela obra, Antônio Flávio Cardoso.

Por Pedro Menezes.
   

Tags: