Geral

Geral

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Para CBC&VB eventos de 14 e 16 tem “cartas marcadas”

Por: 0. 27 de Março de 2011

Muitas informações novas para pensar o futuro do setor de eventos e o fortalecimento da rede de relacionamentos foram dois importantes resultados da missão da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc) para a Cocal 2011 - 28º Congresso da Confederação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina, realizado em Viña Del Mar, no Chile, entre os dias 14 e 18/03. A comitiva de 20 pessoas contou com a presença da presidente da Abeoc, Anita Pires, do vice-presidente de relações internacionais; Roosevelt Hamman, da presidente da Abeoc-RS; Ana Claudia Bitencourt Claudino e do presidente da Abeoc-SP, José Eduardo de Souza Rodrigues.

[caption id="attachment_104045" align="aligncenter" width="497" caption="Comitiva brasileira na Cocal 2011."][/caption] “A presença do Brasil foi uma das mais significativas graças ao belo trabalho da Abeoc-SP, organizadora da missão, com o apoio do nosso vice-presidente Roosevelt”, destaca Anita Pires, que, assim como Roosevelt, custeou suas despesas, sem ônus para a Abeoc. Anita ressalta também a integração entre os membros da comitiva como outro ponto forte da participação na Cocal 2011. Para a presidente, “foi uma oportunidade especial, para, baseado nos conteúdos das palestras e debates, pensar e planejar o futuro das nossas empresas e da nossa Abeoc”. A Cocal 2011 reuniu 250 participantes de 16 países e teve como tema “Repensando o Futuro”. Boa parte das palestras abordou tendências e cenários importantes para o crescimento do setor. O brasileiro Walter Longo enfatizou que no “mundo digital” de hoje, os eventos precisam mudar. Segundo o palestrante, a era dos eventos monólogos acabou, agora é preciso ser “diálogo ou conversação”, ou seja, eventos interativos. Para isso, os organizadores de eventos devem “aprender novos paradigmas”, desconstruir coisas antigas para construir o novo nesse momento pós revolução digital. Longo ressaltou ainda a importância do evento como “momento de comunicação”, no qual é possível estabelecer uma comunicação face a face com seu público, obter mídia grátis, vender ou distribuir o que quiser, fazer uma medição imediata do retorno e ainda usar todo o conteúdo gerado para repercutir na web. O outro brasileiro palestrante do evento foi o presidente da Confederação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux – CBC&VB, João Luiz dos Santos Moreira, com o tema “Marketing de Destino dos Convention & Visitors Bureaux do Brasil (e a preparação para o Mundial de 2014)”. Moreira mostrou preocupação — compartilhada pela Abeoc, quanto à contratação de serviços para a Copa do Mundo no Brasil e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Segundo o presidente da CBC&VB, estes dois grandes eventos estão vindo para o Brasil com tudo pronto, com empresas predeterminadas para a prestação de serviços, sem abertura para o mercado brasileiro, inclusive com dificuldades para acesso a informações. O próximo Congresso Cocal será realizado em Honduras, em 2012. No ano seguinte será a vez de Mendoza, na Argentina, receber o evento.

Tags: