Geral

Olha o Bloco do Sujo

Por: Tony Coelho. 18 de Fevereiro de 2020

Vem o Carnaval aí!

Analisando os nomes de Blocos, tive inspiração para inscrever.

Em alguns casos, parodiei com nosso mercado. Não tinha jeito.

Um serviria, hilariamente, bem serviria para amigos meus produtores de Sampa: o Parei de Beber, não de mentir.

Em final de evento, quando não se bebe mesmo, a gente ia para bares e tinha sempre um que dizia: Parei de beber... até tomar o primeiro copo.

Outro, serviria para clientes que passam briefing sem noção do seu budget e tem mania de grandeza: o Se fui pobre, não me lembro.

Ah, tem o do briefing que ninguém entende: o Siri com Tódi.

Ah, tem, também, aquele que lembra os clientes que atendemos, apesar de sabermos que não deveríamos. É que eles são legais, simpáticos, mas não cumprem, nunca, a parte deles: o Simpatia é quase amor.

Aquele dos otimistas de plantão: o Podia ser pior.

O dos clientes que só falam inglês: o New Kids on the bloco.

O dos que não acreditam mais em justiça: o Desliga da Justiça.

O das agências que insistem em trabalhar para quem paga em 120 dias: o Eu tô liso, mas tô na mídia.

E o dos clientes que nos enganam, se dizendo amigos e estão sempre a nossa disposição: o Chora, me liga.

Por fim, o Bloco mais antigo, constituído por todo cliente, profissional, agência, fornecedor, sem caráter, antiético... Infelizmente, um bloco muito antigo e muito grande: o Bloco do sujo!

Dele, eu deixo samba parodiado para vocês cantarem nesse Carnaval:

“Olha o bloco do sujo,
Que não tem garantia,
E só traz agonia,
Pro mercado sambar,
Olha o bloco do sujo,
De alegria barata,
Carnaval é na lata.
Carnaval é no tá

tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
que não tem nem dim dim,
tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
o cliente é assim!...

Olha o bloco do sujo,
Que não tem garantia,
Mas que traz agonia,
Pro mercado sambar,
Olha o bloco do sujo,
De alegria barata,
Carnaval é na lata.
Carnaval é no tá

tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
que não tem nem dim dim,
tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
Bate a lata,
tá , tá, tá,
o Cliente é assim!...”

“Original Bloco de Sujo, Luiz Reis e Luis Antonio, gravação Beth Carvalho e As Gatas”.

Caso não consiga visualizar clique aqui.

Cantem e divirtam-se!

Tags: Carnaval | artigo | entretenimento | brand-experience