Canal
Geral

O estande mais deslocado da Campus Party

Por: 0 20 de Dezembro de 2010

A área expo consistia naquela parte da Campus Party que o público visitante vê. Além dos quiosques de alimentação, para quebrar o galho daqueles que ficam jogando e esquecem de comer (eles são muitos, acredite), tem estande de companhia aérea, prestadora de serviços em hospedagem, redes de rádio e de TV e até de aperitivo de micro-ondas, aqueles lanchinhos que ficam prontos em três minutos e cujo recheio queima a boca. Se o visitante vencer o jogo no lounge, ganha um lanchinho.

estande-vazio

Mas um dos quiosques chamou a atenção. Ao lado dos promotores de uma rede social ecologicamente correta, que dava de brinde uma sementinha aos visitantes e tinha promoção para quem tivesse mais amigos, se destacou um espaço que passou quase o tempo todo sem nenhum visitante. No estande, uma mulher se sentava entre prateleiras de cosméticos de uma marca desconhecida e uma mesa cheia de artigos religiosos - terços, bíblias, santinhos. Consultada sobre os produtos, ela explicou que era tudo exatamente o que parecia ser. "Estamos vendendo esses cosméticos: hidratantes, shampoos, condicionadores", diz. E esses produtos religiosos aqui?, perguntei. "São os produtos religiosos de uma paróquia que estamos apoiando. Tem anéis em aço inox, terços, pro pessoal que quiser", explicou. A promotora contratada não sabia o que seu quiosque analógico estava fazendo no meio da maior festa digital no País. Para ela, era natural que estivessem vendendo shampoos - afinal, "qualquer um podia precisar de um shampoo a qualquer momento." Passei por lá mais três vezes, com intervalos de horas. Os estandes em volta estavam todos lotados; esse, continuava vazio. Os campuseiros pareciam não estar interessados em shampoos e terços. Fonte: Estadão. Gostou? Comente.

Tags: