Canal
Geral

Brazil Road Summit apresentou Métodos Não Destrutivos

Por: 0 18 de Abril de 2012

A possibilidade de interferir em vias e rodovias sem destruir ou criar impedimentos de tráfego de pessoas e transportes é possível por intermédio dos Métodos Não Destrutivos (MNDs), aliados de profissionais responsáveis pela construção e manutenção da infraestrutura do País. O Brazil Road Summit, programa de conferências da Brazil Road Expo, que aconteceu nos dias 02, 03 e 04/04, no Expo Center Norte, em São Paulo, reuniu organizações especializadas no assunto que apresentaram novas técnicas e soluções para a aplicação de MNDs. No workshop, especialistas da Abratt, Associação Brasileira de Tecnologia não Destrutiva, abordaram temas como Perfuração Direcional Horizontal, Cravação de Tubos, Microtúneis e Revestimentos. Paulo Dequech, presidente da Sondeq, explica que os Métodos Não Destrutivos são qualquer meio de executar um serviço, como manutenção e instalação de redes de água, luz, telefone e esgoto, sem a ocorrência de danos à superfície das ruas, avenidas ou estradas, com o mínimo de obstrução do tráfego urbano, no menor tempo e ao melhor custo global da obra, além de oferecer menor impacto social e ambiental. "A legislação nº 46.921, de 18 de janeiro de 2006, da Prefeitura da Cidade de São Paulo, direciona o MND como um método preferencial para a execução de obras em redes subterrâneas em São Paulo", explica Dequech. "Os MNDs são uma maneira de trabalhar existente no País há cerca de 15, 20 anos, tendo exigência maior no Exterior", analisa. A Sondeq esteve presente na Brazil Road Expo e foi uma das marcas que ofereceram soluções em MND. A empresa lançou na feira a perfuratriz horizontal HDD, modelo HL 518, de 18 toneladas, da Hamlima. "O equipamento oferece um excelente custo-benefício, aliando produtividade e qualidade", avalia Paulo Dequech, presidente da Sondeq. A Colli Drill apresentou perfuratrizes para perfuração direcional horizontal, além de outros equipamentos pertencentes aos representados no Brasil, como por exemplo, valetadeiras. "Perfuratrizes são importantes equipamentos para instalação de tubos destinados a gás, fibra ótica, água, esgoto, sob rios (cross river), ao longo de rodovias, sob ruas e avenidas sem interrupção do tráfego urbano e sem prejuízo ao comércio local e transeuntes", explica Fábio Pagliuso, gerente de vendas da Colli Drill. A Vermeer lançou na Brazil Road Expo a valetadeira RTX550MT, que se destaca por atender demandas relativas à abertura de microvalas, de três a cinco centímetros de largura. O equipamento opera com sistema a vácuo de sucção dos resíduos provenientes da abertura da vala, deixando-a limpa para a instalação de cabos, seguida de material selante para uma perfeita vedação. No estande da Vermeer também foram divulgados equipamentos para os métodos de perfuração não destrutiva, equipamentos para trituração de resíduos de poda e mineradores de superfícies como o Terrain Lever, uma máquina proveniente do setor de mineração, mas que tem sido usada com sucesso na preparação de terrenos para obras de rodovias, evitando o uso de explosivos.

Tags: