Canal
Geral

<!--:pt-->Nielsen diz que confiança do consumidor caiu no Brasil<!--:-->

Por: 0 4 de Julho de 2009

O temor de uma grande crise econômica mundial chegou a fazer efeito na mente dos consumidores brasileiros. Em comparação com o mês de dezembro do ano passado, o otimismo do brasileiro em relação ao cenário global caiu oito posições. Atualmente, o País ocupa o 14º lugar no ranking do otimismo medido pela Nielsen. Em um estudo que procurou mapear a confiança dos consumidores em diferentes locais do planeta, o instituto chegou à conclusão de que, em geral, o grau de confiança das pessoas foi abalado. De acordo com os critérios estabelecidos pela Nielsen, a pontuação que marca a confiança dos brasileiros em 2009 chegou a 88, contra os 109 registrados no ano passado. Apesar disso, os brasileiros ainda são os mais otimistas em relação a uma melhora de situação dentre os demais países da América Latina. De acordo com os resultados da pesquisa, 40% da população acreditam que o momento atual é bom para fazer compras e adquirir novos bens. Já em relação às perspectivas de emprego, 33% dos brasileiros crêem que as oportunidades devem melhorar nos próximos meses. Em relação aos demais países, esse percentual é de 25%. A maneira como a população usa o seu dinheiro também foi objeto da pesquisa. No caso dos brasileiros - desconsiderando-se os gastos com as despesas essenciais, que são citados como prioridade - o segundo item para o qual destinam o dinheiro é para o lazer. Cerca de 50% dos entrevistados afirmam que dedicam boa parte dos seus ganhos para a diversão. Nesse quesito, o Brasil lidera a lista de países da América Latina, sendo seguido pela Argentina, Colômbia e México. Em termos de produtos, as novas tecnologias têm um lugar especial nos desejos do brasileiro. Segundo os dados da Nielsen, 41% dos entrevistados afirmam dar preferência a produtos com inovação tecnológica em suas compras. Quando o assunto é investir na melhoria e nos cuidados do casa, o Brasil ocupa o 4º lugar. No País, cerca de 38% dos entrevistados afirmam que empregarem o dinheiro excedente na compra de itens para o lar. Nesse quesito, a Rússia aparece na liderança, com 46%, seguida da Polônia (42%) e da Suécia (41%). As viagens também aparecem como um item importante no consumo. Dos brasileiros, 26% dizem empregar o dinheiro que sobra para viajar. A pesquisa Global Nielsen sobre Confiança do Consumidor foi realizada com 25.140 usuários de internet de 50 nações entre os meses de março e abril de 2009. Os resultados completos do estudo estão disponíveis no site da Nielsen

Tags: