GERAL

GERAL

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Merchandising é atração no US Open

Por: 0. 1 de Setembro de 2011

A venda de merchandising é um fator fundamental para reforçar a imagem de marca de eventos e seus patrocinadores e capitalizar investimentos. No caso dos esportes, que atraem gente de todo o mundo para ocasiões como torneios e competições, os souvenirs são uma forma de relembrar a experiência e não apenas o mote de evento. O US Open é um bom exemplo da venda de merchandising para os fãs do Tênis, que levam na memória os momentos vividos nas quadras para sempre - e também no peito ou na cabeça. Apenas em 2010, foram vendidos mais de 70 mil camisas e 60 mil bonés, que são alguns dos produtos mais procurados pelos visitantes. A maior loja de merchandising do US Open é o Octógono, um espaço com oito balcões, posicionado estrategicamente entre os estádios Arthur Ashe e Louis Armstrong, os dois principais da competição. Entre as opções de souvenir, há livros infantis para colorir (US$ 5, o equivalente a cerca de R$ 8), pins, imãs de geladeira, chaveiros, porta-retratos, copos para tequila, abridores de garrafa... A lista é enorme. Até patinhos amarelos de borracha com a marca do US Open estão à venda - 5.600 deles foram vendidos no US Open de 2010. A linha de roupas tem um pouco de tudo: shorts, bermudas, camisetas, pólos, agasalhos, e macacões. Também há bonés, viseiras e as populares toalhas oficiais do torneio (6.700 vendidas em 2010). Além das lojas oficiais, há também espaços bem concorridos, como o da Nike, fornecedora de material para Rafael Nadal e Roger Federer, o da Ralph Lauren, parceira e patrocinadora do torneio, e o da Lacoste, marca com tradição no tênis e que tem no americano Andy Roddick seu principal embaixador. Há também lugar para os fãs dispostos a gastar um pouco mais. Um estande para colecionadores vende quadros com fotos autografadas de tenistas. Uma moldura com Pete Sampras, Andre Agassi, John McEnroe, Bjorn Borg, Roger Federer e Rafael Nadal custa US$ 1.750 (cerca de R$ 2.800).  E, ainda, para quem pretende fazer compras nababescas, sempre há o estande da Mercedes, que exibe seu modelo SL-Class, estimado em US$ 105 mil (cerca de R$ 170 mil). Com informações do Sportv. Imagem: Alexandre Cossenza/ Globoesporte.

Tags: