Canal
Geral

McDonald’s reutiliza água em ação de sustentabilidade

Por: 0 22 de Março de 2011

Hoje (22/03), comemora-se o Dia Mundial da Água e, uma simples ideia desenvolvida por um funcionário, pode reduzir em até 15% o consumo de água dos restaurantes McDonald’s no País. O técnico de manutenção Antônio Lindomar da Silva observou que o sistema de ar-condicionado do restaurante em que trabalha, em Natal (RN), gerava uma grande quantidade de água condensada que poderia ser reaproveitada para limpeza da área externa e irrigação de jardins. Com a iniciativa, foi obtida uma economia de 1,2 mil dos oito mil litros que eram consumidos diariamente pelo restaurante.

A iniciativa rendeu ao técnico o “Prêmio do Presidente”, o maior prêmio dado aos funcionários no Brasil. Agora, o projeto está sendo ampliado para mais de 40 restaurantes em todo o País. Um dos restaurantes participantes da nova fase, localizado na Av. Brigadeiro Faria Lima, no centro de São Bernardo do Campo (SP), já apresenta resultados que atestam a viabilidade do projeto. Seu sistema de ar-condicionado gera um volume de 900 litros de água por dia. A reutilização do volume coletado na limpeza externa e na irrigação do jardim representa uma economia de 100% no uso de água para esta finalidade. No consumo total, a redução chegou a 11%. Com os resultados obtidos até o momento, a iniciativa deve se tornar viável em restaurantes, cuja estrutura permita a implantação do projeto e o sistema de ar-condicionado gere pelo menos 500 litros de água condensada por dia. O volume pode variar de acordo com as condições atmosféricas da região e com a estrutura do estabelecimento. Outras iniciativas de economia de água Além do projeto de reutilização da água condensada do sistema de ar condicionado, a Arcos Dourados já realiza outras ações de redução do consumo de água. Uma iniciativa que representa um grande potencial de economia é a implantação de arejadores nas torneiras dos restaurantes. Essa iniciativa já foi implantada em vários restaurantes da rede McDonald’s no Brasil. Uma torneira aberta, sem arejador, pode liberar até 22 litros de água por minuto. Já uma outra, com o equipamento, libera entre dois e três litros. A redução de consumo, portanto, pode chegar a até 20 litros de água por minuto por cada torneira aberta. Outro projeto é o de captação e armazenamento da água da chuva, que depois é reutilizada nas partes interna e externa dos restaurantes. Internamente, a água, assim armazenada, é usada nas descargas de toaletes e na lavagem de pisos. Externamente, na limpeza e na rega dos jardins. A redução do consumo de água com esse sistema chega a 50% do total, como acontece no primeiro restaurante-conceito da rede McDonald’s, inaugurado em dezembro de 2008 em Bertioga, no litoral paulista. O McDonald’s de Bertioga foi o primeiro restaurante da América Latina a obter a certificação Leed (Leadership in Energy and Environmental Design) concedida pelo U.S. Green Building Council para construções que atendem critérios de sustentabilidade no projeto arquitetônico e na construção. As soluções ali testadas serão posteriormente implantadas nos demais restaurantes da rede. Além do sistema de captação de águas pluviais, o restaurante ecológico utiliza tecnologias de baixo impacto ao meio ambiente como a prevenção de poluição, o reaproveitamento de resíduos, o uso de energia limpa e a utilização de materiais naturais, renováveis, reciclados e de produção regionalizada.

Tags: