Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Mazah prova: “on” ou “off” não faz sentido

Por: 0. 31 de Dezembro de 2010

Que o mundo está cada vez mais digital, disso ninguém duvida. Mas se tem uma coisa que deixa a gente da Mazah Live Marketing de queixo caído é o pensamento obtuso de que tudo precisa ser on-line, como se não houvesse gente comandando laptops, celulares e iPads! Como se as pessoas não andassem nas ruas, curtissem suas festas e seus amigos fora do Facebook.

O tal mundo digital nada mais é do que uma reprodução da nossa vida, que é uma só. Independente de ambientes físico ou interativo: é gente do mesmo jeito. E é isso que retratamos no nosso trabalho, por intermédio de ações que cada vez menos se prendem a ambientes, lines ou ferramentas. O ano de 2010 representou a renovação da esperança de que os clientes precisam de um “sócio criativo”. De um parceiro que divida responsabilidades, ônus e bônus de uma comunicação arejada, inquieta e, às vezes, inclassificável. Foram centenas de trabalhos para clientes como Vonpar e Spaipa, para as marcas do sistema Coca-Cola, Unimed Porto Alegre, UniRitter, Claro, Bom Gosto e NET. Trabalhos que nos levaram a todo o Brasil, de Porto Alegre a Maceió, passando por Curitiba, Floripa e São Paulo. Trabalhos que nos levaram a palestrar em todo o Rio Grande do Sul, no Paraná e até na Colômbia. Separamos três trabalhos que reafirmam nossa crença na integração e na ausência de barreiras, que mostram que o caminho da conexão passa por diferentes formatos e ferramentas, confira:

Como uma caixinha de leite gerou assunto entre um milhão de fãs de automobilismo

A São Paulo Indy 300, foi um marco histórico no País, pois, pela primeira vez na história, uma prova dessa relevância seria disputada em circuito de rua. Mais do que isso, o Brasil não recebia uma prova da Indy há dez anos, fazendo com que a mobilização em torno do evento aumentasse ainda mais.

A Laticínios Bom Gosto, líder de mercado no segmento de leite UHT, aproveitou a oportunidade para propor uma comemoração inspirada na tradicional 500 milhas de Indianápolis. Lá, desde a vitória do tricampeão Louis Meyer, em 1936, o leite é a bebida oficial da comemoração.

No pódio, o piloto australiano Will Power, vencedor da corrida, brindou com uma caixinha de leite da marca. As imagens cruzaram o Brasil com a transmissão ao vivo em TV aberta. A polêmica logo chegou às redes sociais: “Mas afinal, porque a comemoração com leite?!”, perguntava o público, mais acostumado com o champagne da Fórmula 1.  Milhares de reações positivas e negativas engrandeceram o assunto.

O cliente queria aproveitar essa visibilidade para estender ainda mais a repercussão. Foi aí que entramos em ação: ainda no pódio, coletamos o autógrafo do vencedor na caixa do leite da vitória. Municiamos blogs e principais portais com a novidade: a então polêmica caixinha do pódio, autografada por Will Power, iria a leilão.

Na manhã seguinte à prova, o leilão foi ao ar e os principais blogs de automobilismo e comunicação trouxeram o assunto à tona. O leilão durou dez dias, com lance final de R$ 317,50, doados para uma entidade assistencial. O mais importante: foram mais de 45 blogs, sites especializados e até jornais e revistas repercutindo o fato, atingindo mais de 1 milhão de fãs de automobilismo em torno de uma simples caixa de leite...

Teste Cego de Vinhos do Brasil: qual a diferença entre o on e o off-line?

Os vinhos brasileiros melhoram sua qualidade a cada ano. Não à toa, o mercado externo reconhece isso por intermédio de premiações e de exportações recordes todos os anos. Apesar de todos avanços, o brasileiro ainda vê nosso produto com desconfiança. Muitos duvidam da relação custo-benefício, comparado com os concorrentes sul-americanos. Outros simplesmente não percebem essa evolução. Também, pudera: são tantos rituais, classificações e procedimentos na hora de escolher e tomar um bom vinho que é fácil acharmos que somos especialistas. E para provar que o vinho brasileiro é bom e que as pessoas precisam abrir a cabeça que desenvolvemos uma ação que nasceu off-line e teve seu  produto final disseminado nas redes sociais. Veja o trabalho.

A ideia era justamente atingir o enófilo em cheio naquilo que ele mais admira: o seu conhecimento sobre vinhos.  Foram cerca de 400 pessoas abordadas pelo sommelier. Todo material foi captado por câmeras escondidas.

O vídeo final foi amplamente disseminado essencialmente em blogs de vinhos, lifestyle e bebidas em geral. Centenas de comentários positivos pipocaram e mais de 15 mil pessoas assistiram o vídeo nas redes sociais.

Unimed Porto Alegre - Parar de Fumar Parece Mágica
Levando à risca seu conceito “Nossa vida é cuidar da sua”, a Unimed Porto Alegre elegeu o combate ao tabagismo e suas terríveis consequências como bandeira. No Dia Nacional de Combate ao Fumo, em 29/08, infiltramos um mágico pelos bares da cidade, que reproduzia um hábito clássico dos fumantes: pedir cigarro a um vizinho de mesa. Mas o que a pessoa não sabia era que o cigarro serviria para um número de close up que culminava na mensagem: "Parar de fumar parece mágica".

A ação contou com diversas câmeras escondidas. O material foi disseminado em blogs de saúde, atingindo milhares de pessoas.

E então. O que achou das ações promocionais da Mazah? Dê sua opinião.

Tags: