Canal
Geral

<!--:pt-->Massa foi barrado em sua volta a Interlagos<!--:-->

Por: 0 13 de Março de 2010

A expectativa era imensa, afinal tratava-se da primeira vez que Felipe Massa guiaria em Interlagos desde o acidente que quase o matou, em julho do ano passado. Ao volante de uma Ferrari 599 Fiorano vermelha, avaliada em mais de R$ 2 milhões, o piloto saiu do penúltimo box do autódromo às 11h52 no último domingo (07/03), rumo ao final do "S" do Senna. Ao seu lado, o diretor de marketing do Banco Santander, patrocinador majoritário da escuderia italiana e responsável pela ação promocional.

[caption id="attachment_48965" align="aligncenter" width="533" caption="Massa se desentende com fiscal em Interlagos."]Massa se desentende com fiscal em Interlagos.[/caption] Entretanto, a pista estava recheada de carros antigos, como Ladas, Fuscas e Passats, que disputavam a etapa inicial da Classic Cup. Chefe de sinalização e pista, Orlanda Costa e Silva ficou desesperada. A intromissão, aliada à bagunça nos boxes, poderia causar uma tragédia. "Se um carro destes entra nos boxes, nem tem tempo de frear direito, ainda mais estes antigos", justificou depois. Massa não deu ouvidos e continuou seu caminho. O comissário Thiago, já na saída do "S", não se importou com as câmeras, muito menos com o poderio da Ferrari. Colocou a mão no capô da Ferrari e não deixou Massa passar para não atrapalhar a corrida. "Pode deixar, eu sei o que estou fazendo", argumentou Felipe. Mas o fiscal estava irredutível. Foram cerca de cinco minutos de discussão, nos quais Massa chegou a engatar a primeira marcha e tentar forçar a passagem em cima de Tiago. Enfim, um membro da Ferrari apareceu e mandou o piloto de Fórmula 1 voltar aos boxes. Massa então deu ré e, na contramão, retornou. "Depois, se alguma coisa acontece, a culpa é nossa", argumentou Orlanda. "Estava perigoso, cheio de fotógrafo e até tripé de câmera aqui", ressaltou Sérgio Paladino, responsável pela sinalização na saída do "S" - ironicamente, foi Paladino quem entregou a bandeira do Brasil a Massa, ainda no carro, quando ele triunfou pela primeira vez em Interlagos, em 2006. Frustrado, Felipe só retornou à pista mais de meia hora depois, desta vez a bordo do F2008, modelo com o qual perdeu o penúltimo Mundial de Fórmula 1 na última curva. Aí, com a pista liberada, Massa pôde acelerar fundo e dar um show ao público que compareceu ao autódromo, com direito a freadas fortes, zerinhos e aceno para os fãs. No fim, saiu com um sorriso da pista.

Tags: