Canal
Geral

Mascote da Sadia não pode mais usar camisa verde e amarela

Por: Redação 24 de Julho de 2016

A campanha “Meu Mascote da Sorte”, criada pela F/Nazca S&S para Sadia, que destaca o "franguinho" Lek Trek, personagem da marca, é alvo de ação judicial da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

A marca do Grupo BRF, patrocinadora dos Jogos Olímpicos, era patrocinadora da seleção brasileira desde 2013, mas rescindiu contrato (que era válido até 2022) no início deste ano.

A CBF acusa o anunciante de usar a camisa verde e amarela da seleção no mascote da marca, sem autorização.

Não há a logomarca da entidade no comercial, mas, no pedido de liminar, a CBF argumenta que os uniformes olímpicos não têm os escudos por determinação do COI.

A 9ª Câmara Cível do TJ do Rio proibiu a Sadia de “imitar” o uniforme da seleção brasileira em suas campanhas publicitárias.

O anunciante rompeu patrocínio à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em janeiro e a Justiça entendeu que o uso da camisa verde e amarela pelo mascote da marca da BRF, o franguinho Lek Trek, trata-se do chamado “marketing de emboscada”.

Foi fixada multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento da decisão.

Tags: Jogos Olímpicos