Canal
Geral

Marketing promocional não é modismo

Por: 0 15 de Julho de 2013

Por Antonia Goularte É muito comum no Brasil se copiar tendências do que ditam os chamados países de primeiro mundo. Isso acontece praticamente em todos os segmentos, ou seja, na moda, nos alimentos, enfim, somos o que se pode chamar, na era digital, de ‘cola-copia’. Mas, isso não se restringe somente aos hábitos dos brasileiros, também está inserido no mercado de uma maneira geral, e, aqui, mais especificamente, me refiro ao marketing promocional. Podemos dizer que a internet é um espaço livre e democrático, porém, é preciso saber separar o joio do trigo, pois, do contrário, vai ter muita gente comprando gato por lebre, se é que isso já não está acontecendo.

Até alguns anos atrás, era raro vermos na internet alguém falando de marketing promocional. Podíamos até ver ações promocionais publicadas, principalmente quando atreladas a uma grande marca, mas, a expressão em si, não era utilizada. Muitos, sequer, sabiam o seu significado. Opa! As coisas mudaram. A partir do momento que a Ampro foi à mídia e começou a divulgar, além do seu trabalho, o crescimento desse mercado, o número de agências associadas e que estão há anos lutando por um destaque maior em relação às agências de pubicidade, em busca, principalmente de respeito por parte dos contratantes, parece que deu um ‘start’, e, todo mundo começou a se achar especialista em marketing promocional. Da noite para o dia surgiram vários blogs e sites se intitulando de marketing promocional. Virou uma febre. Vocês podem até dizer: “Nossa! Que bom! Enfim essa categoria está tendo o respeito que merece e que tanto buscou. Ledo engano. Infelizmente, para quem realmente é do ramo, sabe que isso não passa de modismo. De pegar uma carona no que é bom. Para quem é do mercado, sabe que com uma boa estratégia de SEO, se consegue ficar na primeira página do Google. Esse é o sonho de marcas, empresas, produtos, enfim, todos acreditam que isso dará um maior ‘status’, e, com isso, uma ampliação em seu negócio. Pois é isso que estão fazendo com o marketing promocional. Apenas estratégias de SEO para aparecerem no Google, mas, se formos analisar a fundo, quem realmente entende do assunto, verá que não tem nada de marketing promocional nessa história. Recentemente, dando uma pesquisada na internet, encontrei um tal de ‘mestre do marketing’. Curiosa, fui ver. Não tinha nenhum conteúdo publicado, mas, quem criou esse blog fantasma, apareceu no Google. Muitos estão investindo no chamado “Mandamentos do marketing promocional”, mais uma estratégia que dá certo, para o Google, porém, sem fundamento. O que está na hora de todos entenderem, é que o marketing promocional é uma disciplina, e, posso afirmar, a melhor que existe quando uma marca quer se aproximar do seu público, e, o mais importante, ganhar a sua fidelização. A internet continua sendo livre, cada um pode publicar o que quiser e sobre o que quiser. No entanto, se o mercado promocional quer mesmo ganhar destaque, ser respeitado, não perder espaço para agências de publicidade que estão levando a melhor em prêmios da categoria, está na hora de separar o joio do trigo.

Divulgar o que está sendo feito em termos de ação promocional é fundamental para o crescimento das agências especializadas. É uma oportunidade para que as marcas vejam o trabalho sério que é realizado, e muito mais certeza de sucesso da ativação do que deixar a sua divulgação nas mãos das “pseudo agências especializadas”. Primeira página do Google é muito bom, mas, não é isso que fará com que o respeito e a credibilidade sejam conquistados. Trabalho bem feito, bem divulgado, agências especializadas se unindo, isso sim, fará a diferença, e, principalmente, saber o que realmente é marketing promocional. Afinal, será que alguém terá retorno publicando receitas culinárias em um blog de futebol, ou vice-versa?

 

Tags: