Canal
Geral

Marketing promocional estratégico: qual é o seu plano?

Por: 0 16 de Março de 2011

Maurício de Almeida Prado* As ações promocionais estão totalmente atreladas ao plano de comunicação das empresas. Antes, realizadas eventualmente para alavancar a venda de um determinado produto, a prática desta ferramenta do marketing cresce expressivamente, mas com um olhar estratégico. As empresas de diversos segmentos como varejistas, cartões, seguros, alimentos, bebidas, saúde, beleza, telefonia e tecnologia investem, cada vez mais, para conquistar um espaço na vida do consumidor e gerar um relacionamento estreito com seu público. E o marketing promocional tem conquistado um lugar de destaque neste cenário. Ao utilizar as ações promocionais para proporcionar experiências inesquecíveis aos consumidores, as empresas podem conseguir muito mais que um aumento de vendas imediato. As ações ajudam na criação de vínculos que influenciam na decisão futura de compra e ainda provocam o sentimento de confiança entre o consumidor e o produto, ou a marca, envolvido. Porém, para conseguir atingir este objetivo, a ação deve passar por etapas que envolvem inovação, planejamento, execução e mensuração. Na primeira fase do projeto, é preciso entender muito bem os objetivos do cliente, os valores da marca e o perfil do público. Considero este momento decisivo em um projeto: o planejamento. A estratégia precisa ser analisada de vários ângulos para ser estruturada da melhor maneira e os objetivos finais devem ser muito bem traçados. Como, quando e onde este consumidor será abordado para atingir o objetivo são questões que precisam ser respondidas pela equipe de planejamento com muita exatidão. Com o planejamento traçado, o próximo passo é desenvolver ideias e caminhos criativos que atendam aos seus objetivos. A inovação de uma ação promocional vem, além de ideias inusitadas, da real avaliação de como irá atingir o público desejado de uma forma diferenciada e única. Em uma ação promocional, o momento do impacto é muito importante. É possível fazer uma em lugares estratégicos, nos quais o consumidor está tranquilo e aberto para ser abordado. Por exemplo, locais como saguões de embarque de aeroportos, salões de beleza, bares ou em academias são opções apropriadas para investir, já que o público está receptivo a uma mensagem, desde que seja pertinente ao local e simpática. Porém, de nada adianta uma ideia inovadora e um plano perfeito, se houver problemas na execução. A excelência na execução das ações é primordial e envolve produção de materiais de qualidade, treinamento de equipes e coordenação eficiente das ações. Há tempos, a ação promocional deixou de ser pontual. O marketing promocional tornou-se estratégico, incluindo inovação, planejamento, execução e, inclusive, mensuração de resultados. E agora, você já tem seu plano?

[caption id="attachment_102128" align="aligncenter" width="272" caption="Maurício de Almeida Prado é sócio-diretor de planejamento da agência de promoções e eventos Plano1."][/caption]

Tags: