Canal
Geral

Marketing promocional dá o tom da volta às aulas

Por: 0 19 de Janeiro de 2015

O fim de janeiro já se aproxima, e, é nesse período que as marcas de material escolar e o setor varejista começam a investir em ações de marketing promocional para a volta às aulas. Ao contrário de dez anos atrás, atualmente, os comércios e empresas têm buscado sair da zona de conforto das tradicionais promoções, e começam a investir em verdadeiras ativações para chamar a atenção dos consumidores e aumentar o faturamento. Em 2014, por exemplo, a papelaria paulista Femapel teve uma ótima ideia para aumentar o fluxo de clientes na loja. Durante o período de compras de material escolar, o comércio divulgou, por meio de redes sociais, a visita de personagens que estavam presentes em muitos dos produtos licenciados vendidos no estabelecimento.

Foto: Reprodução/Google.
OFFICE_PapelariaFemapel_30012014 Intitulada de "Volta às Aulas dos Sonhos" a ação, que foi elaborada em conjunto com fornecedores da papelaria, contou com a presença da Branca de Neve e de outras diversas personalidades dos licenciados. Esse tipo de abordagem tem ganhado cada vez mais espaço no mercado varejista. Hoje, não são só as grandes marcas que investem em marketing promocional, mas o comércio em geral. [caption id="attachment_443556" align="alignleft" width="133"]Bruna-Fanuchi-De-Micheli_Diretora-Executiva Bruna Fanucchi de Michelli.[/caption] “Em tempos de muita concorrência entre empresas para se destacar em seus respectivos mercados, ações no ponto de venda se tornam cada vez mais estratégicas. É comprovado, por meio inclusive de pesquisas feitas junto ao consumidor, a importância da experiência no ponto de venda.", explica a consultora e sócia diretora da Task Trade, com mais de 22 anos de experiências no mercado promo, Bruna Fanucchi de Michelli. Ainda segundo a especialista, esse tipo de estratégia atinge em cheio o público que mais tem influência na hora de comprar material escolar, as crianças. É o gosto da garotada que determina, na maioria das vezes, quais serão os tipos e modelos de produtos que vão para casa. Marcas Apostam em Diferentes Abordagens A estratégia de ações no ponto de venda tem se mostrado tão eficaz, que as grandes marcas já prepararam seus planos de ataque para o período de volta às aulas. A Faber-Castell, por exemplo, investiu não só na reformulação de suas embalagens, como também na capacitação de profissionais do setor. 10407682_950911454922440_5188999815889547878_n Entre as ações de trade marketing para o volta às aulas 2015 que a marca preparou estão: material para PDV, criação de uma equipe de merchandising, ambientações e shop-in-shop workshops, treinamentos para balconistas e produção de packs promocionais exclusivos. A marca pretende realizar 350 treinamentos, e com isso impactar cerca de oito mil participantes. [caption id="attachment_443547" align="alignleft" width="138"]sergio-k-1809-7_652x408 Claudia Neufeld.[/caption] “A Faber-Castell trabalha toda sua comunicação neste período com foco no volta às aulas 2015, reforçando nosso posicionamento como companhia para toda a vida das pessoas.", explica Claudia Neufeld, diretora de marketing da Faber-Castell. "Aliado a isso, destacamos também o conceito iniciado no ano passado de ‘ideias feitas à mão’ como forma de integrar crianças, jovens e adultos nesse movimento que incentiva a criatividade e autoexpressão.”, completa a empresária.   Outra empresa que também está investindo pesado em ações de marketing promocional é a Pritt. Nesse ano, a marca dá continuidade às tradicionais oficinas de artes manuais em colégios, livrarias, shoppings centers e museus. As ações vêm sendo desenvolvidas desde 2010, e já reuniram mais de 100 mil crianças. A Pritt desenvolverá ainda, ativações junto aos consumidores nos principais pontos de venda do Brasil.
Foto: Divulgação.
Oficina-Pritt Norteada pelo slogan "Tudo que você imaginar", a marca também enfatiza a comunicação voltada aos seus três principais públicos: crianças, pais e educadores. "É na infância que a criança aprende os valores que serão praticados ao longo da vida. Por isso, ressaltamos a importância da interação entre alunos, pais e educadores para inserir o tema sustentabilidade de forma criativa nas atividades infantis.”, afirma Marcela Inforzato Guimarães, gerente da marca. Além das ações presenciais voltadas para o ponto de venda e para o consumidor, a marca também está presente nos meios digitais, onde é possível conferir dicas de brincadeiras, artesanato infantil, educação e novidades, por meio da fan page no Facebook e website da Pritt. A BIC iniciou o ano com três ações para o volta às aulas 2015. A ação de marketing promocional “BIC Evolution: Pequenos Artistas, Grande Diversão” é fruto de investimento da empresa, onde na compra de R$ 40,00 de produtos de colorir da BIC, o consumidor ganha um passaporte para o Hopi Hari e ainda concorre a uma viagem para Nova York. A linha de canetas esferográficas também traz novidades para o período, com a reformulação das embalagens de toda linha BIC Cristal. bic promocao volta as aulasAlém disso, a campanha “Pequenos Artistas” destaca a Linha Colorir da BIC de forma lúdica e divertida, onde as crianças, representadas no filme como pequenos artistas, exibem suas ‘obras-de-arte’ em museus e leilões. Ações Digitais  Em uma era na qual crianças tem acesso a internet cada vez mais cedo, a Tilibra resolveu usar de ações digitais para alcançar seu público. A marca lançou no dia 18/01, uma aplicativo divertido e inovador intitulado de Tilibra Selfie. A principal ideia da novidade é aproximar as realidades de fãs e ídolos, deixando um ao lado do outro. O app possibilita que os consumidores tirem selfies com os personagens que mais curtem e e que compartilhem essas imagens nas redes sociais. O aplicativo está disponível para Android e IOS e também na fan page da marca. Tilibra_Selfie_B-700x357Novas Empresas no Mercado O mercado brasileiro tem chamado tanta atenção no Exterior que até mesmo empresas que nunca investiram no País resolveram se arriscar nesse ano. A Maped, multinacional de origem francesa, fabricante de produtos escolares e de escritórios, investe em ações de marketing promocional pela primeira vez no Brasil nesse período de volta às aulas. Por ser tratar do primeiro contato com o mercado promocional brasileiro, a marca optou por utilizar uma abordagem mais tradicional e resolveu apresentar seus produtos por meio de um filme para a TV fechada. Maped_VoltaAsAulas 10 O comercial “Maped Volta às Aulas 2015” estreou no dia 12/01, e foi ao ar nos canais Cartoon Network, Nickledeon, Discovery Kids e Disney Channel. “O ano de 2014 foi marcado pela expansão da rede de distribuição para os nossos produtos. Em 2015 estamos começando o ano com investimento em comunicação de massa para aumentar nossa participação de mercado e tornar a marca mais conhecida.”, afirma João Luiz de Oliveira Souza, gerente-geral da Maped no Brasil. “Nosso objetivo é crescermos de 25% a 30% em 2015.”, finaliza o empresário. Festival Volta às Aulas Quem também resolveu investir nesse período foi a rede de shopping BRMalls, que promove, até o mês de fevereiro, o Festival Volta às Aulas. O evento acontece paralelamente em dez empreendimentos nos Estados de Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Maranhão, Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo. 2276 Os clientes podem identificar as lojas participantes da ação com adesivos nas vitrinas, etiquetas especiais nos produtos, além de outras ações de marketing promocional que acontecem nos corredores dos centros comerciais. Aumento de Preços  Nesse ano, a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (ABFiae) afirma que os materiais escolares tiveram um aumento médio de cerca de 8%. O motivo é o aumento do custo das matérias-primas, da mão de obra e a alta do dólar. A tributação altíssima desse tipo de material também acaba encarecendo cada vez mais os produtos escolares. Os impostos de cada item podem chegar  a representar até 47% do valor total do mesmo. Outro fator que também está influenciando no aumento de preços dos materiais escolares, é o prazo final para que os comércios se adequem à medida que exige que todos os produtos devem conter o selo do Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). A medida faz parte da portaria n.° 481, aprovada pelo Instituto em dezembro de 2010, para estabelecer requisitos mínimos para os materiais mais usados nas escolas. A partir da portaria foram definidos prazos de adequação para fabricantes e importadores. Os lojistas que não cumprirem a medida receberão multa e ainda terão que retirar os produtos irregulares das prateleiras.

Tags: