Canal
Geral

Mário Moysés destaca nova imagem turística para o mundo

Por: 0 1 de Junho de 2011

O presidente da Embratur, Mário Moysés, apresentou na última segunda-feira (30/05), as perspectivas e oportunidades do turismo com a realização da Copa do Mundo de 14 e os Jogos Olímpicos do Rio em 16, durante seminário "Rio Cidade Sede". O evento foi promovido pelos jornais O Globo e Extra, no Rio de Janeiro (RJ). “O Rio de Janeiro possui uma mágica muito forte. Nos próximos anos a cidade incorporará à essa magia, um processo de desenvolvimento urbano sustentável, sob o ponto de vista social e ambiental. Com investimentos em intraestrutura pública e privada, com a qualificação dos serviços e a visibilidade internacional que os grandes eventos trarão, o Rio poderá se tornar em um dos principais destinos presentes no imaginário de turistas de todo o mundo”, disse Moysés.

[caption id="attachment_117907" align="aligncenter" width="580" caption=" O Rio de Janeiro é um dos principais produtos turísticos utilizados para promover o Brasil no exterior e está presente em grande parte de todas as estratégias de publicidade da Embratur."][/caption]

Com o tema “O efeito olímpico e as possibilidades do turismo em todo o Brasil”, Moysés destacou que o Brasil terá nos próximos anos uma oportunidade única de reconstruir a imagem turística do País para o mundo. Com a realização, em um curto período de tempo, de grandes eventos esportivos, o Brasil – que já é líder na América do Sul e um dos destinos emergentes no mundo - ganha condições de atingir um novo patamar na sua promoção como destino turístico global. Mário Moysés falou ainda que o Rio de Janeiro deverá receber pelo menos 380 mil turistas estrangeiros a mais em função dos Jogos Olímpicos. Já durante a Copa do Mundo, a expectativa da Embratur é que as cidades-sedes e seu entorno imediato recebam cerca de 600 mil turistas a mais no período da competição. O presidente aproveitou a oportunidade para apresentar casos de cidades que utilizaram grandes eventos esportivos para darem um salto na qualidade da infraestrutura e transformar a imagem turística. Entre elas, Moysés citou Barcelona, na Espanha, sede dos Jogos Olímpicos de 1992, quando o custo real para a realização do evento representou apenas 14,5% de todo o orçamento e 85% do gasto foram revertidos em investimentos na cidade. Outro exemplo citado pelo presidente da Embratur foi a Copa do Mundo da Alemanha 2006, que trouxe nove bilhões de euros a mais para o PIB do país. E, do ponto de vista de imagem, signficou um salto para o país, que colocou no centro da sua estratégia mostrar ao mundo seu lado amigável, criativo e as oportunidades de investimentos. O presidente da Embratur afirmou que o Rio entrará no foco internacional sobretudo após os Jogos Olímpicos de Londres 2012, momento que ele considera crucial para aproveitar a exposição de mídia esperada, quando o país atrairá toda a atenção da mídia internacional. A campanha publicitária e as ações de relações públicas deverão ser intensificadas. Em 2013, durante a realização da Copa das Confederações no Brasil, o turismo brasileiro poderá fazer um ensaio de relacionamento com o setor esportivo, os convidados e patrocinadores, e também com a imprensa internacional. Esse será um momento importante para fazer ajustes e alinhamentos finais para o ano seguinte. Para Promover o Rio de Janeiro no Exterior O Rio de Janeiro é um dos principais produtos turísticos utilizados para promover o Brasil no exterior e está presente em grande parte de todas as estratégias de publicidade da Embratur, que contemplam campanhas publicitárias; projetos para TV; mídia em feiras especializadas em turismo; mídia a bordo de companhias aéreas; apoio a catálogos de operadoras; ações digitais e ações de Relações Públicas. O destino também está sendo contemplado nas 266 ações de Promoção do Brasil no exterior para 2011, distribuídas em 40 países. Os eventos são distribuídos entre workshops, roadshows, apoio a parceiros e atividades para público final.

Tags: