Canal
Geral

Marco abre exposição de obras de artistas brasileiros em MS

Por: 0 1 de Novembro de 2012

O Museu de Arte Contemporânea (Marco) abriu no dia 30/10 a quarta edição do Salão de Arte de Mato Grosso do Sul. Serão 20 obras expostas no espaço até 23/02/13. Artistas locais e de Brasília, Goiás, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e Sergipe terão suas obras expostas na mostra. O Salão de Arte premiou sete artistas participantes, após análise de qualidade técnica, identidade própria, criatividade e conjunto da obra. Os premiados receberam R$ 6 mil e, após a exposição, suas obras serão incorporadas ao acervo do museu. A artista Camila Jordão, 35 anos de idade, foi uma das premiadas na mostra. “Estou muito feliz, ter uma de suas obras selecionadas para um museu é um sonho”, comenta a artista. Camila diz que o artista precisa desse incentivo para sentir a arte. “O reconhecimento é o termômetro da criação de um artista”, relata. [caption id="attachment_241520" align="aligncenter" width="560"] Artista Camila Jordão traz reflexão em obra no Salão de Arte de Mato Grosso do Sul (Foto: Everson Tavares).[/caption] Camila, que é natural da Bahia mas mora em Mato Grosso do Sul há 25 anos, apresentará uma obra de Instalação e Intervenção pública chamada "In-Cardume". Segundo ela, a obra faz uma reflexão sobre o fato de só 40% do esgoto ser tratado no Brasil. “A água que lava a camiseta vai para os rios e nos rios estão os nossos peixes”. Nessa ideia a artista explica que, por trás do que está limpo, pode haver muita sujeira. Os trabalhos expostos na mostra se enquadram nas categorias de desenho, pintura, gravura, escultura, fotografia, objeto, instalação, vídeo arte, arte digital e linguagens periféricas. De acordo com a organização do evento, a seleção das obras foi feita pela Comissão de Análise Documental e Material Fotográfico, que analisou a regularidade dos documentos exigidos e a proposta dos trabalhos. O Marco fica na rua Antônio Maria Coelho, número 6.000, na entrada do Parque das Nações Indígenas. A exposição é gratuita. Fonte: G1/MS

Tags: