Canal
Geral

Manaus é a cidade que pior se prepara para a Copa do Mundo

Por: 0 16 de Outubro de 2013

O Sindicato Nacional de Arquitetura e Engenharia (Sinaenco) elegeu Manaus como a cidade que pior se prepara para a Copa do Mundo de 14. Foram avaliados pelo estudo estádio, aeroporto e mobilidade urbana. Na análise, membros do sindicato analisaram a matriz de responsabilidade da Copa, divulgada em 2010, e verificaram os projetos que saíram do papel bem como a forma de execução. [caption id="attachment_333833" align="aligncenter" width="580"] Arena da Amazônia (Foto: Andrade Gutierrez/Divulgação).[/caption] Em relação ao estádio, o de Manaus ainda não está pronto. A obra da Arena da Amazônia alcançou em outubro 85,08% de conclusão e os trabalhos se concentram principalmente na montagem da cobertura, na fixação das mais de quarenta e quatro mil cadeiras e na manutenção do gramado. As mudas de grama foram plantadas no início de outubro. A obra, inicialmente orçada em cerca de R$ 500 milhões, já custou até agora R$ 605 milhões, com prazo de entrega em dezembro deste ano. Porém, a situação do estádio não foi a mais preocupante para o Sinaenco. A preparação da Capital foi a que deixou Manaus como a pior colocada entre as sedes no ranking do sindicato. Manaus ficou em último lugar no ranking pelo projeto viário, pois até então monotrilho e BRT não saíram do papel. O ranking é liderado por Belo Horizonte (MG), seguido por Fortaleza (CE), Natal (RN), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Cuiabá (MT), Brasília (DF) e em último, Manaus. Entre as ações e melhorias previstas para a Copa de 14 no que se refere ao setor de mobilidade urbana, Manaus terá dois projetos complementares que totalizam a construção de 40 km, distribuídos para a linha férrea de transporte terrestre sob trilhos, o monotrilho, e a construção da estrutura utilizada pelos Bus Rapid Transit (BRT). O projeto está orçado em  R$ 1,4 bilhão. As obras no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes também ainda não foram concluídas. O prazo de entrega é dezembro deste ano, mas, segundo a Infraero, a data pode ser prorrogada. Em nota, a Unidade Gestora da Copa informou que a Arena da Amazônia segue o cronograma, e que os projetos de mobilidade urbana de Manaus já estavam planejados há mais de três anos.

Tags: