Canal
Geral

<!--:pt-->Luciano Deos conversou com Promoview em Cannes<!--:-->

Por: 0 27 de Junho de 2010

O primeiro brasileiro a subir no palco em Cannes foi Luciano Deos, presidente da Abedesign. A palestra fez uma reflexão sobre o papel do design no países do BRIC - Brasil, Rússia, Índia e China. Promoview conversou rapidamente com ele, logo após a saída do palco no Palais des Festivals. [caption id="attachment_61754" align="aligncenter" width="533" caption="Luciano Deos da Abedesign"][/caption] Promoview: De que maneira o Brasil deve encarar sua produção criativa frente aos países desenvolvidos? Luciano Deos: É preciso ampliar a nossa auto-estima não apenas enquanto exportadores criativos. Não apenas em termos de commodities, mas em termos de conhecimento e serviços. Ao invés de ir atrás de exemplos de países superdesenvolvidos, devemos trocar com nossos pares, com países que têm realidades mais próximas à nossa. Promoview: Algum palpite sobre os vencedores deste ano? Luciano Deos: Fui jurado do Design Lions em 2009 e tendo estado dentro do júri acredito que mais importante do que o resultado do Festival, é termos em mente a importância de aumentarmos o volume de inscrições. Quanto mais inscrições o Brasil tiver, mais ganha visibilidade e mais chances têm de ganhar. Design é a categoria em que o Brasil mais inscreve e este ano correspondeu a 16% do volume total de inscrições. Sabemos que há trabalhos bons, outros nem tanto, e isso faz parte do processo. Não temos como melhorar se não nos colocarmos na linha de frente de um evento desta magnitude. Promoview: O que deve ser destacado em termos de tendência no design dos países do BRIC? Luciano Deos: A necessidade estimula a criatividade e no campo do design há muitas há muitas oportunidades. Pegando como exemplo o Brasil, devemos pensar de forma a melhorar a vida das pessoas de forma simples, objetiva e acessível. O design nasce a partir da vida das pessoas e não deve ser associado a produtos caros, mas sim, a produtos de qualidade. A importância da imprensa no sentido de reforçar este caráter do design ser para todos é fundamental.

Tags: